0

Marcos avisa: “Palmeiras não pode achar que está definido”

7 mai 2013
05h10

O empate por 0 a 0 contra o Tijuana, no México, ainda não faz o ex-goleiro Marcos ficar tranquilo em relação à sequência do Palmeiras na Copa Libertadores da América. Apesar de apostar na equipe de Gilson Kleina, o ídolo alviverde imagina uma disputa acirrada pela vaga no confronto do dia 14, no Pacaembu.

"Acho que não (está garantido). O Palmeiras vai ter dificuldade aqui, porque acho que o Tijuana também tem problema na grama sintética. Aqui, o campo é bom e permite que os dois times joguem. Eles já foram adversários do Corinthians, e o Palmeiras não pode entrar achando que está definido", afirmou.

O gramado sintético no estádio em Tijuana era uma grande preocupação do elenco de Gilson Kleina, que se fechou bem no México e segurou o empate sem gols. Assim, o Verdão precisa de uma vitória simples na capital paulista para avançar para as quartas de final.Em caso de empate com gols, o clube mexicano seguirá no torneio. Por isso, Marcos acredita que o elenco alviverde passa longe do clima de euforia. "Os próprios jogadores sabem que não tem nada definido e que você tem de suar para passar em todo jogo da Libertadores", acrescentou.

Ciente de que o Verdão não iniciou a competição sendo um dos favoritos, o ex-goleiro avalia outras equipes nacionais com força na busca pelo título, mas se mostra satisfeito com o crescimento dos jogadores dirigidos por Gilson Kleina.

"Em campeonatos por pontos corridos, você precisa de um time muito organizado, assim como o clube no geral. Mas no mata-mata muita coisa pode acontecer. Quem passar do jogo entre São Paulo e Atlético-MG vai ser um dos favoritos, assim como o Corinthians. E o Palmeiras está crescendo. Só torcemos para que faça um bom jogo contra o Tijuana e, depois, veremos o que se passará na frente", completou o campeão da Libertadores de 1999.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade