0

Palmeiras

Palmeiras é vaiado, leva golaço, mas empata nos acréscimos

Fernando Dantas / Gazeta Press
4 fev 2016
23h00
atualizado às 23h27
  • separator
  • comentários

Com a grama do Palestra Itália em reforma, mais de 17 mil palmeirenses pagaram ingresso para ir ao Pacaembu ver uma vitória fácil nesta quinta-feira contra o São Bento. No entanto, se irritaram com as falhas do time (principalmente do zagueiro Leandro Almeida), viram a virada do adversário, um golaço do ex-coritiano Morais e só não saíram mais frustrados graças a um gol nos acréscimos que definiu o placar de 2 a 2, pela segunda rodada do Paulista.

Uma frustração para um início de jogo envolvente do Palmeiras, que abriu o placar logo aos cinco minutos, com Gabriel Jesus. Aos 5min de jogo, Thiago Santos lançou, Barrios desviou de cabeça e Robinho deixou Gabriel Jesus livre na cara do goleiro, enchendo o pé para acertar o travessão antes de balançar as redes. O segundo gol parecia questão de tempo, mas o Palmeiras foi desperdiçando oportunidades. Era jogo de um time só. 

Mas a equipe foi afrouxando a marcação até deixar Éder fazer dois gols. Aos 31min, após cobrança de falta, Éder balançou as redes, mas a arbitragem assinalou impedimento em decisão polêmica. O segundo, porém, foi válido, com o jogador completamente livre na pequena área após cobrança de escanteio, aos 33min. A partir daí, os visitantes cresceram, os palmeirenses sentiram o baque e o jogo ficou mais aberto.

Jean fez sua estreia com a camisa do Palmeiras, mas...
Jean fez sua estreia com a camisa do Palmeiras, mas...
Foto: Fernando Dantas / Gazeta Press

Ainda assim, Leandro Almeida deu importante contribuição ao São Bento e virou vilão do jogo. Indeciso entre dar o proibido chutão e tentar dar um passe, tocou a bola dentro da área e jogou em cima de Morais, que foi à linha de fundo, aplicou uma caneta no zagueiro e completou o golaço encobrindo Fernando Prass, aos 40 minutos. A virada transformou o que seria uma noite de aplausos em um Pacaembu irritado. O zagueiro passou a ser vaiado por quase todos os presentes no estádio sempre que tocou na bola.

No segundo tempo, o Palmeiras ainda encontrou outro vilão: o goleiro Henal. O time da casa pressionou e criou chances, mas parou no arqueiro rival ou nos próprios erros de finalização. Mas a noite só não foi completamente infeliz graças à mais um zagueiro. Se o companheiro foi vilão, Vitor Hugo foi herói nos acréscimos. Ele aproveitou cobrança de escanteio e desviou de leve para empatar a partida no último lance. 

O Palmeiras chega a quatro pontos, igualando a pontuação do São Bernardo na liderança do grupo B, e volta a campo só na quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), visitando o Oeste, em São José do Rio Preto. No mesmo dia, às 17 horas, o São Bento, penúltimo colocado do grupo A com dois pontos, recebe o Novorizontino, em Sorocaba.

Ex-corintiano Morais fez um golaço no antigo rival
Ex-corintiano Morais fez um golaço no antigo rival
Foto: Ale Vianna/Agência Eleven / Gazeta Press

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 2 X 2 SÃO BENTO

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)

Data: 4 de fevereiro de 2016, quinta-feira

Horário: 21 horas (de Brasília)

Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza (SP)

Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis e Vitor Carmona Metestaine (ambos de SP)

Público: 17.663 pagantes

Renda: R$ 496.340,00

Cartões amarelos: Leandro Almeida (Palmeiras); Éder, Rodriguinho e Fernandinho (São Bento)

Gols:

PALMEIRAS: Gabriel Jesus, aos cinco minutos do primeiro tempo; Vitor Hugo, aos 45 minutos do segundo tempo

SÃO BENTO: Éder, aos 33, e Morais, aos 40 minutos do primeiro tempo

PALMEIRAS: Fernando Prass; Lucas, Leandro Almeida, Vitor Hugo e Egídio; Thiago Santos, Jean, Robinho, Dudu (Régis) e Gabriel Jesus (Erik); Barrios (Alecsandro)

Técnico: Marcelo Oliveira

SÃO BENTO: Henal; Régis (Bebeto), Pitty, João Paulo e Marcelo Cordeiro; Fábio Bahia, Éder, Clébson (Serginho Catarinense) e Morais; Rossi (Fernandinho) e Rodriguinho

Técnico: Paulo Roberto Santos

Com informações da Gazeta Esportiva

Fonte: Terra
  • separator
  • comentários
publicidade