4 eventos ao vivo

Prass sugere treino em campo sintético para enfrentar Tijuana

19 abr 2013
08h04
atualizado às 11h00
  • separator
  • 0
  • comentários

Junto com a confirmação do Tijuana como adversário, veio também mais um problema para o Palmeiras: jogar a ida das oitavas de final da Libertadores no gramado sintético da equipe mexicana. Atleta mais experiente do elenco, Fernando Prass já se antecipa pedindo uma atividade em um campo desse tipo.

"É uma situação a ser estudada e trabalhada. Precisamos procurar algum sistema de treino para nos acostumar. Já joguei em gramado sintético em Portugal e sei que o jogo fica muito diferente", comentou o goleiro, que defendeu o União de Leiria entre 2005 e 2008.

Além do campo diferente, o time alviverde ainda precisará enfrentar uma longa viagem, já que a cidade de Tijuana é próxima à fronteira do México com os Estados Unidos. Todos esses pontos serão debatidos nesta sexta-feira, na concentração do elenco em Lima, no Peru.

"Já precisamos estar atentos para definir a logística. Não digo que isso vai atrapalhar, mas precisamos estudar a situação", disse Gilson Kleina, que não pôde dar muitos detalhes depois da derrota para o Sporting Cristal porque ainda não estava definido oficialmente o adversário do Palmeiras.

Mas o técnico já sabia que até as semifinais enfrentará clubes complicados à medida que for avançando na Libertadores. "Quem sair deste lado sai muito fortalecido, é o caminho mais agudo. Atlético-MG, São Paulo, Boca Juniors, Corinthians e Palmeiras são equipes com tradição", apontou. "Mas temos que pensar no próximo adversário. Vamos focar um mata-mata de cada vez", concluiu.

 

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade