0

"Se alguém tentou vencer, foi o Palmeiras", diz Kleina sobre clássico

24 mar 2013
19h49
atualizado às 19h49
  • separator
  • 0
  • comentários

O Palmeiras enfrentou o Santos neste domingo, mas não conseguiu sair do 0 a 0. Durante a partida, a equipe alviverde teve mais volume de jogo, mas não conseguiu superar a marcação adversária.

<p>Técnico do Palmeiras lembrou desfalques para a escalação no clássico deste domingo</p>
Técnico do Palmeiras lembrou desfalques para a escalação no clássico deste domingo
Foto: Bruno Santos / Terra

Foi o terceiro clássico com o time do técnico Gilson Kleina, sendo que todos terminaram empatados. Mesmo assim, o treinador está satisfeito. Para o comandante, o Palmeiras foi superior e foi quem buscou sair do Pacaembu com o triunfo.

"Não posso tirar mérito dos nossos jogadores. Tínhamos desfalques, mas não ficamos nos justificando e colocamos confiança em quem entrou. Se alguém tentou vencer, foi o Palmeiras. Tem momentos na partida em que a equipe pode ter ficado mais precavida, mas tivemos o equilibro", disse Kleina.

O técnico aproveitou para elogiar os pontos que funcionaram no Palmeiras. "As coisas estão acontecendo. Nossa equipe começou com muito dinamismo e fazendo uma pressão. Em alguns momentos poderíamos ser mais agressivos, mas tentamos o gol e procuramos a vitória", afirmou Kleina, que admitiu que o Santos voltou melhor no segundo tempo.

Para dificultar a missão do treinador, o Palmeiras contou com sete desfalques neste domingo, todos por lesão. Valdivia, Souza, Maikon Leite, Leandro Amaro, Vilson, Henrique e Kleber não puderam atuar por estarem no departamento médico.

Kleina levou isso em consideração e volta suas atenções à semana de trabalho, em que prepara sua equipe para sequência de duas partidas pelo Paulista e, depois, o duelo contra o Tigre pela Copa Libertadores.

"A gente está convivendo com isso, com lesões, jogo acumulando em cima do outro, mas a gente não desiste de nada. Converso muito com o meu grupo, sou transparente. A gente também escuta o jogador para entender. Começa uma semana especial para nós. Temos jogo quarta, sábado e terça. Vou deixar para me preocupar amanhã. O torcedor que vir ao Pacaembu vai ver uma equipe aguerrida. Vamos jogar juntos e vai ser assim", avisou o treinador.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade