1 evento ao vivo

Triste só por "acidente" na Argentina, Brunoro agora foca marketing

13 mar 2013
08h04
atualizado às 09h23
  • separator
  • 0
  • comentários

Nesta quarta-feira, José Carlos Brunoro completa 48 dias na função de diretor executivo do Palmeiras. No curto período, priorizou a formação do elenco e se diz satisfeito, lamentando só a derrota para o Tigre que antecedeu a confusão com membros da Mancha Alviverde em aeroporto argentino. Nas últimas semanas, o foco se virou para mudanças estruturais: primeiro, nas categorias de base, e agora o marketing será reestruturado.

"Pensando no futuro, fizemos questão de que a base fosse a primeira dentro da nova filosofia. E agora outro ponto que vamos focar rapidamente é o marketing para arrecadar fundos", disse Brunoro, que tem realizado seguidas reuniões em busca de patrocinadores. A ideia é melhorar o contrato com a Adidas e já encontrar alguém para substituir a Kia na camisa ao final do Paulista.

Nas categorias de base, Narciso e outros sete profissionais foram demitidos, com a coordenação do setor ficando nas mãos de Erasmo Damiani. Caberá ao dirigente montar comissões técnicas e iniciar o trabalho de recuperação da maior parte dos direitos econômicos dos atletas do clube, impondo também regras a empresários.

No profissional, Brunoro contratou Omar Feitosa como gerente de futebol para o cotidiano de comissão técnica e jogadores. Assim, o diretor executivo pôde trabalhar pessoalmente na chegada de dez contratados e, mesmo com a contestada saída de Barcos, aumentou as opções de Gilson Kleina no elenco.

"Fizemos bastante coisa em termos de reestruturação interna, de pessoas, mentalidade, tranquilidade e formação do elenco. E tudo isso sendo reestruturado com o bonde andando, o que deixa mais difícil ainda", orgulhou-se o dirigente. "Tomamos atitudes bastante duras em alguns aspectos para um trabalho com sequência no futuro. Não podemos descuidar do curto prazo no futebol, mas temos que pensar no futuro.

"Olhando para o futuro sem se esquecer do presente, Brunoro está satisfeito com o time que ocupa o terceiro lugar em sua chave na Libertadores e está em sétimo no Paulista, que dá vaga para oito clubes na próxima fase. Só a derrota por 1 a 0 para o Tigre, na semana passada, e a tentativa de agressão de membros da Mancha Alviverde são lamentadas pelo dirigente.

"Tivemos ótimos resultados, que nos mostraram que estamos no caminho certo. Tirando a fatalidade do gol do Tigre que não sei a razão de ter causado estresse, já que não é incomum na Libertadores perder fora de casa", apontou, minimizando o efeito do resultado em campo na violenta reação da organizada em Buenos Aires. "A reação da torcida foi dirigida, tenho plena certeza disso." 

Com esse sentimento, a aprovação de Brunoro com seu trabalho é clara. "As coisas estão sendo muito bem colocadas e amparadas, com muita maturidade para progredir. O diagnóstico que está chegando me dá uma motivação muito grande, a avaliação foi ótima. Estou muito feliz porque vejo muito mais soluções do que problemas para o Palmeiras hoje e no futuro", discursou. "Estou sobrevivendo, em primeiro lugar", gargalhou.    

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade