Guia do torcedor

Guia do torcedor

História

O Rio de Janeiro foi fundado em 1565 por Estácio de Sá, mas o primeiro contato dos portugueses com o local aconteceu no dia 1º de janeiro de 1502, quando uma embarcação avistou a Baía de Guanabara. Como achavam que a baía na verdade era a foz de um rio, resolveram batizar o local de Rio de Janeiro, gravando também o mês da descoberta. Na sua fundação, no dia 1º de março de 1565, o nome São Sebastião foi adicionado em homenagem ao rei de Portugal e ao padroeiro da cidade.

O crescimento da cidade ganhou impulso em 1763, quando o Rio de Janeiro substitui Salvador como capital do Brasil. Tal título permaneceu até 1960, quando Juscelino Kubitschek inaugurou Brasília.

Cidade mais influente do país na época, o Rio de Janeiro recebeu a família real portuguesa em 1808, que deixou a Europa em razão das guerras napoleônicas. Assim, em 1815, o Príncipe Regente D. João VI foi coroado Rei do Reino Unido do Brasil, Portugal e Algarves.

No século XX, a cidade passou por uma mudança na formação da população. Até então, a predominância era de pessoas de origem portuguesa. No entanto, negros, italianos, espanhóis, japoneses e outros povos imigrantes se instalaram na cidade. Também neste século, o Rio virou um dos destinos preferidos de migrantes em busca de oportunidades.