Pan-Americano 2007

Pan-Americano 2007

Terça, 10 de julho de 2007, 23h23 

Cerimônia de abertura do Pan sofre adaptações


Busca
Saiba mais na Internet sobre:
Faça sua pesquisa na Internet:

A carnavalesca da escola de samba Imperatriz Leopoldinense, Rosa Magalhães, umas das responsáveis pela cerimônia de abertura dos Jogos Pan-Americanos, afirmou que a fase final de preparação do evento precisou de adaptações porque o estádio do Maracanã não tem estrutura suficiente para shows.

De acordo com Rosa, os envolvidos no espetáculo não poderão ficar em camarins, como geralmente acontece, e o transporte das alegorias para o campo vai necessitar de cuidados especiais devido aos acessos estreitos.

Ela disse ainda que a prática de "improvisar" no Carnaval colaborou na realização do projeto. "No Carnaval a gente fica na rua mesmo e já pega o jeito. Tem hora que você quer enlouquecer", disse.

A carnavalesca reclamou da poeira das obras no estádio durante os ensaios e destacou que se preocupou com o gramado ao confeccionar as alegorias. "Elas tiveram que ser mais leves por causa da grama. Só podem pesar até 500 kg, senão prejudicam o solo".

O secretário estadual de Turismo, Esporte e Lazer, Eduardo Paes, contou que um dos destaques da cerimônia de abertura do Pan será uma cachoeira. Ele evitou dar mais detalhes alegando que assinou um termo de confidencialidade para poder assistir aos ensaios. "Não posso falar muito senão o comitê organizador vai acabar me processando", brincou.

A abertura do Pan-Americano está programada para a próxima sexta-feira, às 16h, no Estádio do Maracanã.

  • Envie esta notícia por e-mail
  • Imprima esta notícia