Pan-Americano 2007

Pan-Americano 2007

Domingo, 29 de julho de 2007, 19h31 

No vôlei, meninos brilham e meninas choram

Marcelo Pereira/Terra

Seleção faz homenagem a Ricardinho na premiação do Pan
Busca
Saiba mais na Internet sobre:
Faça sua pesquisa na Internet:

Allen Chahad
Carol Gregnanin
Celso Paiva
Liana Pithan
Direto do Rio de Janeiro

As Seleções masculina e feminina de vôlei deixaram os Jogos Pan-Americanos em situações distintas. A equipe de Bernardinho comemorou a conquista do primeiro título pan-americano após 24 anos, enquanto a de José Roberto Guimarães decepcionou na decisão no Ginásio do Maracanãzinho.

» Veja mais fotos
» Veja fotos do feminino
» Comente a participação
brasileira no Pan

A participação da Seleção masculina começou de forma turbulenta. O técnico Bernardinho surpreendeu e decidiu cortar o levantador e capitão Ricardinho após desentendimentos internos. Para a vaga do jogador, o treinador chamou o filho Bruno, que chegou a ser vaiado pela torcida na partida de estréia contra o Canadá.

No entanto, a equipe brasileira não deu chances aos adversários da primeira fase - Canadá, Cuba e México - e passou também por Venezuela (semifinal) e Estados Unidos (final) sem perder nenhum set.

Na comemoração, os jogadores homenagearam Ricardinho. Esse era o último título que faltava a geração que já acumula dois mundiais, uma Olimpíada e seis Ligas Mundiais.

Já a Seleção feminina passou fácil pela primeira fase e também não encontrou resistência contra as norte-americanas na semifinal. No entanto, o Brasil voltou a errar em momentos decisivos, como aconteceu nos Jogos de Atenas-2004 e no Mundial do Japão, e perdeu a final para Cuba em um jogo de cinco sets.

O Brasil chegou a ter chances de fechar o jogo, quando vencia por 14 a 12 no tie-break, mas não teve calma e permitiu a virada das eternas rivais.

  • Envie esta notícia por e-mail
  • Imprima esta notícia