Pan-Americano 2007

Pan-Americano 2007

Domingo, 29 de julho de 2007, 20h05 

Com 8 medalhas de Thiago, Brasil dá show nas piscinas

Marcelo Pereira/Terra

Thiago Pereira levou oito medalhas nos Jogos do Rio
Busca
Saiba mais na Internet sobre:
Faça sua pesquisa na Internet:

Allen Chahad
Carol Gregnanin
Celso Paiva
Liana Pithan
Direto do Rio de Janeiro

Um dos fenômenos da natação brasileira, Thiago Pereira faturou oito das 29 medalhas que o Brasil conquistou na modalidade nos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro. Foram 12 medalhas de ouro, sete de prata e dez de bronze no Complexo Maria Lenk.

» Veja mais fotos
» Veja fotos do feminino
» Comente a participação
brasileira no Pan

Thiago levou seis ouros, uma prata e um bronze e superou o norte-americano Mark Spitz, que no Pan de Winnipeg-1967 subiu cinco vezes ao lugar mais alto do pódio.

O nadador de Volta Redonda venceu as provas dos 200m e 400m medley, os 200m costas e os 200m peito, além dos revezamentos 4x200m e 4x100m livres. Nesta última, ele participou apenas da prova eliminatória e não disputou a final, mas garantiu a medalha de ouro como reserva.

Para abrilhantar ainda mais a façanha, Thiago Pereira participou da quebra de seis recordes pan-americanos.

No entanto, não foi somente Pereira que brilhou nas piscinas do Complexo Aquático Maria Lenk. César Cielo e Rebecca Gusmão também foram bem nas provas em que disputaram.

Na prova mais rápida da natação, os 50m livres, Cielo e Nicholas Santos fizeram uma dobradinha brasileira nas primeiras posições. Definindo novo recorde pan-americano (21s84), Cielo conquistou a medalha de ouro e Nicholas ficou com a prata, com 22s18.

Cielo subiu ao lugar mais alto do pódio por mais duas vezes no Pan - 100m livre e também no revezamento 4x100m livre.

Rebecca Gusmão não ficou por baixo e, também nos 50m livre, bateu o recorde pan-americano e faturou a medalha de ouro na competição. A nadadora também fez parte da equipe brasileira que faturou a prata no revezamento 4x100m livre e do bronze no 4x100m medley.

No entanto, as 29 medalhas não foram suficientes para superar as 41 dos Estados Unidos, que subiram 21 vezes ao lugar mais alto do pódio na natação, além das 15 medalhas de prata e das cinco de bronze.

  • Envie esta notícia por e-mail
  • Imprima esta notícia