Pan-Americano 2007

Pan-Americano 2007

Segunda, 30 de julho de 2007, 08h46 

Maia ironiza vaias no encerramento do Pan

Marcelo Pereira/Terra

Prefeito do Rio de Janeiro, Cesar Maia também foi vaiado
Enquete

O desempenho dos atletas brasileiros no Pan foi satisfatório?

Sim
Não

Busca
Saiba mais na Internet sobre:
Faça sua pesquisa na Internet:

Nem mesmo ausente da festa de encerramento dos Jogos Pan-Americanos, depois de ser vaiado cinco vezes na cerimônia de abertura, o presidente Lula foi poupado pelo público no Estádio do Maracanã.

» Leia mais notícias do O Dia
» Megaenquete: vote agora
» No Rio, Brasil tem melhor desempenho da história
» Pira é apagada e "balada" encerra o Pan do Rio

Quando o presidente da Organização Desportiva Pan-Americana (Odepa), Mario Vázquez Raña, agradeceu o apoio de Lula - sem citar seu nome, apenas o cargo -, foi vaiado de novo.

O mesmo aconteceu quando disse o nome do prefeito Cesar Maia. E, com menos intensidade, o do governador Sérgio Cabral. Uma parte do público, incentivada por voluntários, puxou palmas a Lula.

Irônico, Maia disse que organizou o protesto. "Como fiz com Lula na abertura, achei que ficaria feio se eu e Cabral também não fôssemos vaiados", disse ele, acusado de organizar as vaias do último dia 13.

Já Cabral minimizou. "O povo é sempre tão carinhoso comigo", encerrou.

  • Envie esta notícia por e-mail
  • Imprima esta notícia