Pan-Americano 2007

Pan-Americano 2007

Segunda, 30 de julho de 2007, 09h31 

Em busca do bi, Giba conta com Ricardinho em Pequim


Marcelo Pereira/Terra

Giba e a filha Nicoll no pódio do Ginásio do Maracanãzinho
Enquete

O desempenho dos atletas brasileiros no Pan foi satisfatório?

Sim
Não

Busca
Saiba mais na Internet sobre:
Faça sua pesquisa na Internet:

O espaço dedicado às medalhas em sua casa, em Curitiba, ainda não foi montado. Mas, quando conseguir organizar todas as conquistas pela Seleção, Giba não vai sentir falta de nenhuma. O único título que faltava para a sua geração foi conquistado no sábado à noite: o ouro do Pan-Americano, em casa.

» Leia mais notícias do O Dia
» Megaenquete: vote agora
» Rio tem "dia da xepa"
» Maia ironiza vaias

Agora, o ponta curte as merecidas folgas com a mulher, a romena Cristina Pirv, e a filha, Nicoll, reiterando a vontade de encerrar a carreira com a camisa brasileira nos Jogos de Pequim, em 2008. O sonho, é claro, é de mais um ouro olímpico, mas, dessa vez, com a presença do amigo, o levantador Ricardinho, cortado às vésperas do Pan.

"Nem vejo como reconciliação, porque o Ricardo nunca deixou de fazer parte do grupo. É normal que esteja chateado, mas não vejo motivo para ele não voltar. O grupo conta com ele para Pequim", disse Giba.

Foi do ponta a idéia de levar ao pódio uma bandeira do Brasil para homenagear Ricardinho, com os dizeres: "Pequim-08. Você faz parte dessa família. Lembre-se do nosso pacto".

"A idéia foi minha, mas as frases foram estudadas pelo grupo", contou Giba, que ainda não pensa em "esticar" sua carreira na Seleção.

"Tenho que conversar com a minha família, mas, inicialmente, vamos até 2008", confirmou.

Acostumado a dividir o quarto com Ricardinho, Giba ficou sozinho dessa vez, na Vila do Pan.

"Havia muitos quartos vazios. Então, todo mundo ficou sozinho. Foi difícil ficar sem ele. O time também tem um automatismo muito grande com o Ricardo, que é titular desde o Mundial de 2002. Mas tenho que parabenizar o Marcelinho, que teve cabeça fria para lidar com tudo isso e jogou muito bem", elogiou.

De Maringá (PR), a mulher de Ricardinho, Fabiane, contou que o marido não assistiu à final do Pan porque estava em um churrasco em um sítio de amigos. E Giba, mais uma vez, negou as versões de que o grupo teria se desentendido por causa de premiação.

"Não tem nada disso", garantiu o ponta, preocupado em festejar o título. "A gente devia isso. Já ganhamos tanto lá fora e precisávamos vencer em casa", emendou.

E é em casa que ele pretende passar as duas próximas semanas, com direito até a comemoração pelo aniversário de 3 anos da filha, Nicoll, no dia 18 de agosto.

"Ainda não organizamos nada de festa, não deu tempo", explicou Cristina. "Terei folga, que vale como férias. Volto para o Sul-Americano (em setembro, no Chile) e, no dia 17 de setembro, me apresento ao meu clube na Rússia", completou Giba.

  • Envie esta notícia por e-mail
  • Imprima esta notícia