0

São Bernardo vence em Curitiba e elimina o Paraná Clube

24 abr 2013
21h31
atualizado às 21h40

O São Bernardo foi à capital paranaense e, diante do Paraná Clube, em pleno Ecoestádio Janguito Malucelli, venceu por 3 a 2 e garantiu uma vaga para a segunda fase da Copa do Brasil 2013. No primeiro encontro entre os times, o placar foi de empate em 1 a 1.

Depois de sofrer pressão, o Tricolor conseguiu se recuperar para abrir o placar, aos 23 minutos, com Carlinhos, que aproveitou cruzamento para, com oportunismo, mandar para o fundo das redes. O empate veio aos 29 minutos, com Kléber, que pegou rebote para empurrar para o gol. Fernando Baiano, com um lindo chute, decretou a virada aos 32 minutos.

Logo no início da segunda etapa Gabriel Marques foi expulso e deixou o time paranista com um a menos em campo. Mas, aos 18 minutos, Rubinho deixou tudo igual depois de fazer fila na defesa. Mas, aos 27 minutos, Bady, um dos destaques da partida, chutou rasteiro para definir a contagem.

Na próxima fase, o São Bernardo enfrenta o Criciúma (SC), que eliminou o Noroeste (SP). O Paraná Clube cumpre tabela pela última rodada do returno do Campeonato Paranaense no final de semana e volta seu foco para a Série B do Campeonato Brasileiro.

O jogo - A equipe paulista, desta vez completa, começou com maior disposição e tentava pressionar aos cinco minutos, Bady cobrou falta na entrada da área, pela linha de fundo. Na resposta, Carlinhos disparou uma bomba de fora da área e Wilson Júnior fez boa defesa. No contra-ataque, aos oito minutos, Bady recebeu e arrematou para uma grande intervenção de Luís Carlos. Jogo movimentado nos primeiros minutos.

O São Bernardo seguia com mais ação e, aos 16 minutos, Fernando Baiano recebeu com liberdade para marcar, mas o árbitro parou o lance para apontar o impedimento. Aos 18 minutos, Lombardi desviou na área e o goleiro paranista salvou. O Tricolor acordou e, aos 20 minutos, Júnior Capixaba testou firme e Wilson Junior agarrou. Até que, aos 23 minutos, a bola viajou pela área e sobrou para Carlinhos desviar e estufar as redes para abrir o placar.

Porém, o time paulista não se abalou e, aos 29 minutos, Bady cobrou falta, a bola carimbou a trave e, no rebote, Kléber empurrou de cabeça para o gol para deixar tudo igual. A virada não demorou e veio com Fernando Baiano, que recebeu levantamento na área, aos 32 minutos, e mostrou categoria para vencer Luís Carlos. Com o esquema 4-4-2 claramente em colapso, o técnico Toninho Cecílio colocou o Júlio César no lugar de Capixaba, voltando a usar três atacantes.

Para a etapa final, o São Bernardo voltou com Judson no lugar de André Luís. Aos sete minutos, Júlio César recebeu ótimo lançamento e chutou para defesa segura de Wilson Júnior. No minuto seguinte, Gabriel Marques colocou a mão na bola, recebeu o segundo amarelo e foi expulso de campo. Com isso, Cecílio foi obrigado a tirar o atacante Carlinhos para a entrada do meia Rubinho para recompor o time.

Com um a mais em campo e podendo até mesmo sofrer o empate e ainda assim continuar classificado para a próxima fase, o São Bernardo começou a cadenciar o jogo, mostrando que estava com o domínio das ações. Mas, na base da raça, aos 18 minutos, Rubinho deixou a defesa paulista para trás e fuzilou para fazer um golaço e empatar o jogo.

O tempo e a inferioridade numérica eram os maiores inimigos do Paraná, que precisava de uma vitória simples para garantir a vaga. Aos 26 minutos, Júlio Cesar balançou as redes, mas estava impedido. O balde de água fria veio aos 27 minutos, com Bady, que recebeu lançamento e tocou rasteiro para fazer o terceiro. Aos 36 minutos, Lúcio Flávio cobrou falta e a bola passou perto da trave. Sem forças para buscar a virada, o ritmo do Paraná diminuiu, facilitando a vida dos paulistas, que saíram de campo com a vaga.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade