Pequim
 
Brasil
 

História

Melbourne 1956

Destaque brasileiro
Getty Images
Adhemar Ferreira da Silva
Adhemar Ferreira da Silva colocou seu nome entre os maiores atletas olímpicos de todos os tempos em Melbourne. O brasileiro conquistou o bicampeonato mundial na Austrália e, para completar, quebrou o recorde mundial.
Destaque
Getty Images
Elizabeth Cuthbert
A corredora australiana Elizabeth Cuthbert, de 18 anos, conquistou três medalhas de ouro e foi aclamada como heroína do país e ganhou o apelido de "menina de ouro"
Curiosidades
  • O húngaro Lazlo Papp foi o primeiro boxeador da história a conquistar três medalhas de ouro.
Ficha
  • Período: 22 de novembro a 8 de dezembro
  • Número de países: 72
  • Número de atletas: 3314 atletas (2938 homens e 376 mulheres)
  • Modalidades: 19
    atletismo, basquete, boxe, canoagem, ciclismo, esgrima, futebol, ginástica, hipismo, hóquei sobre a grama, levantamento de peso, luta, natação, pentatlo moderno, pólo aquático, remo, saltos ornamentais, vela e tiro
Medalhas
  • União Soviética37293298
  • Estados Unidos32251774
  • Austrália1381435
  • Hungria910726
  • Itália88925
  • 24ºBrasil1001

A Olimpíada de Melbourne-1956 teve como grande particularidade a disputa das provas de hipismo em Estocolmo, na Suécia. O torneio aconteceu cinco meses antes do início das provas na Austrália, durante o verão europeu. A medida foi tomada após o governo australiano exigir que os cavalos que participassem do concurso ficassem em quarentena antes de entrar no país. A Austrália queria evitar que seus animais pudessem ser contaminados, mas os demais países não concordaram com a exigência e a saída foi disputar a modalidade na Suécia.

Foi também a primeira vez que os Jogos foram disputados fora da Europa ou Estados Unidos. Mais uma vez, o número de atletas foi menor e a culpa foi atribuída à distância da Oceania para os principais países com equipes olímpicas.

Outro problema que afetou os Jogos de Melbourne foram os conflitos armados entre países naquele período. Holanda, Espanha, Suíça, Egito, Iraque, Líbano e China boicotaram a competição, por diferentes motivos, mas todos relacionados a embates que aconteciam à época. Um deles era a invasão soviética na Hungria. Ao final dos Jogos, atletas húngaros pediram asilo e não voltaram a seu país.

Mais um fruto dos acontecimentos políticos da época, o COI obrigou as duas Alemanhas a competirem como uma só. Os atletas competiram com uma bandeira encomendada pelo comitê, branca, com a bandeira da Alemanha e os arcos olímpicos. O hino do "país" foi uma sinfonia de Beethoven.

No campo esportivo, o ucraniano Viktor Chukarin conquistou cinco medalhas, três delas de ouro e chegou à marca de onze medalhas olímpicas em sua carreira, sete delas de ouro. A equipe masculina de basquete dos Estados Unidos fez a campanha mais arrasadora da história do esporte nas Olimpíadas, marcando mais que o dobro de pontos de seus adversários e vencendo os jogos por, no mínimo, 30 pontos de vantagem.

O Brasil, também afetado pela longa distância para a Austrália, levou 48 atletas, apenas uma mulher. Contudo, Adhemar Ferreira da Silva conquistou mais uma medalha de ouro e sagrou-se bicampeão olímpico, quebrando o recorde da prova.

A União Soviética foi a vencedora do torneio, seguida dos Estados Unidos e Austrália. Com sua medalha de ouro, o Brasil ficou com a 25ª colocação geral.

Redação Terra