Pequim
 
Brasil
 

História

Munique 1972

Destaque
Divulgação
Chiaki Ishi
O japonês naturalizado brasileiro Chiaki Ishii conquistou um dos dois bronzes do Brasil na Olimpíada de Munique ao vencer o alemão Helmut Howiller na decisão. O outro foi conquistado por Nelson Prudêncio no salto triplo.
Destaque
Getty Images
Mark Spitz
O nadador norte-americano Mark Spitz, vencedor de sete medalhas de ouro, com sete recordes mundiais.
Curiosidades
  • Pela primeira vez na história, os Jogos Olímpicos tiveram um mascote: um cachorro chamado Waldi.
Ficha
  • Período: 26 de agosto a 11 de setembro
  • Número de países: 121
  • Número de atletas: 7134 atletas (6075 homens e 1059 mulheres)
  • Modalidades: 23
    atletismo, basquete, boxe, canoagem, ciclismo, esgrima, futebol, ginástica, handebol, hipismo, hóquei sobre a grama, judô, levantamento de peso, luta, natação, pentatlo moderno, pólo aquático, remo, saltos ornamentais, tiro, tiro com arco, vela e vôlei
Medalhas
  • União Soviética50272299
  • Estados Unidos33313094
  • Alemanha Ocidental20232366
  • Alemanha Oriental13111640
  • Japão138829
  • 41ºBrasil0022

A Olimpíada de Munique-1972 ficou marcada pelo ataque terrorista à delegação de Israel por terroristas palestinos. Os assassinos invadiram o dormitório da delegação israelense e mataram duas pessoas. Tomaram nove como reféns e pediam a libertação de árabes presos em Israel.

A polícia negociou a saída dos terroristas da Vila Olímpica, que embarcariam em um avião com os reféns com destino ao Egito, de onde prosseguiriam as negociações. Os seqüestradores e reféns foram embarcados em helicópteros em direção ao aeroporto de Munique. Na chegada, a polícia alemã tentou o ataque ao grupo para libertar os reféns. Saldo da estratégia: 18 mortos, entre eles todos os reféns, cinco terroristas, um policial e um piloto do helicóptero.

O COI cogitou suspender os Jogos, que foram interrompidos por 34 horas, mas eles prosseguiram.

Os Jogos de Munique-1972 já foram tumultuados antes mesmo de seu início. Países da África negra, Iugoslávia e os atletas negros norte-americanos e do Caribe prometeram boicotar a competição caso a Rodésia participasse. O país praticava o apartheid e foi suspenso da participação dos Jogos para evitar a desistência dos atletas negros.

Dentro da esfera esportiva, Munique-1972 foi marcado pelas sete medalhas de ouro, com sete recordes mundiais, do nadador norte-americano Mark Spitz. O atleta venceu as provas dos 200 metros borboleta, 4x100 metros livres, 200 metros livres, 100 metros borboleta, 4x200 metros livres, 100 metros livres e 100 metros medley.

O Brasil levou 89 atletas (84 homens e cinco mulheres) e conseguiu apenas duas medalhas de bronze. Nelson Prudêncio, no salto triplo, e Chiaki Ishi, no judô.

A União Soviética terminou em primeiro no quadro de medalhas, seguida pelos Estados Unidos e Alemanha Oriental. O Brasil terminou apenas na 41ª colocação com os dois bronzes.

Redação Terra