1 evento ao vivo

Pistorius contesta próteses, mas brasileiro rebate: "polêmica é só dele"

2 set 2012
19h15
atualizado às 19h18
Danilo Vital
Direto de Londres

A derrota de Oscar Pistorius para Alan Fonteles nos 200 m T44 na noite deste domingo foi seguida por contestações do astro sul-africano em referência ao material usado pelo brasileiro no Estádio Olímpico. Depois de terminar com a prata, Pistorius contestou a altura ganha por Fonteles nos últimos meses, mas o novo campeão dos Jogo Paralímpicos rebateu, tentando fugir de polêmica.

Oscar Pistorius já havia alertado para o aumento ilegal da altura das próteses de perna de Alan Fonteles no sábado, após a eliminatória. Na ocasião, o brasileiro quebrou o recorde mundial com 21s88, mas o sul-africano recuperou-o baixando para 21s30 na sequência. Neste domingo, Fonteles fez 21s45, passando o rival nos últimos metros e cruzando a linha de chegada com 0s07 de vantagem.

"Não acho que foi ilegal. Ele está correndo pela regra, mas nunca tinha feito 21s antes. Ele estava correndo 23s "alto" há menos de um ano", afirmou Pistorius, sem esconder o descontentamento pela derrota. "Não acho que estamos usando tecnologia diferente, mas há restrições nas alturas das próteses, e as dele ficaram mais altas nos últimos meses. É isso que precisamos avaliar", apontou o sul-africano.

Alan Fonteles rebateu a polêmica e explicou: quando deixou o Brasil para os últimos treinamentos antes da Paralimpíada, media 1,76 m. Então reviu as regras com ajuda do coordenador Ciro Winckler e notou que poderia crescer até 1,85 m. A decisão foi elevar as próteses até que o atleta alcançasse 1,82 m. "Eu não vejo o porquê (da polêmica). O Pistorius conhece as regras, e eu estou dentro delas", disse. "A polêmica é só dele. Comigo, não é", concluiu.

Quando falou na zona mista do Estádio Olímpico, Pistorius não contestou as regras e não citou qualquer ilegalidade por parte do brasileiro, mas expôs a desconfiança pelo desempenho que o levou a ficar com a prata. "Alan é um grande cara e um grande atleta, mas ele nunca correu 21s antes, e não acho que seja um atleta de correr 21s", afirmou.

"Eu já esperava um tempo assim", afirmou Fonteles, que conversou com a imprensa após Pistorius. "Eu estava treinando para isso. Ontem (sábado) eu soltei a prova. Ele veio muito forte para mostrar que era o dono da noite e quis abalar com o tempo dele. Eu não me abalei com isso. Ele é o recordista mundial? É. Mas o que vale, no final, é quem chega primeiro", rebateu o campeão dos 200 m.

Após bater Pistorius, o brasileiro não quis entrar em polêmica sobre suas próteses
Após bater Pistorius, o brasileiro não quis entrar em polêmica sobre suas próteses
Foto: Fernando Borges / Terra
Fonte: Terra

compartilhe

publicidade