0

De olho em Guto Ferreira, Ponte quer anunciar novo técnico na 2ª

21 set 2012
15h40
atualizado às 17h56

Sem um comandante desde a saída de Gilson Kleina para o Palmeiras, na última quarta-feira, a Ponte Preta está sob o comando do interino Zé Sérgio, que deve estar na beira do gramado neste domingo, contra o Vasco. Seu futuro no cargo, porém, não deve ser longo, já que a ideia da diretoria do clube é apresentar o novo comandante já na próxima segunda-feira.

Técnico do Mogi Mirim é favorito para substituir Gilson Kleina (foto), que foi para o Palmeiras
Técnico do Mogi Mirim é favorito para substituir Gilson Kleina (foto), que foi para o Palmeiras
Foto: Fernando Borges / Terra

Na lista de candidatos, definida pela cúpula da Ponte, há três nomes. Destes, porém, apenas Guto Ferreira, do Mogi Mirim, foi confirmado. Os outros dois, um empregado, e outro sem time, não tiveram os nomes divulgados para evitar um "desgaste".

"Não conseguimos concluir as negociações, então vamos trabalhar para segunda", disse o executivo de futebol, Ocimar Bolicenho. Apesar de já ter conversado com o Mogi Mirim para discutir a situação do seu atual treinador, o dirigente prefere não colocar Guto como favorito ao cargo.

"A gente tem que acertar alguns detalhes ainda, mas ele está entre os três nomes", explicou. "Falamos com o Mogi, e eles nos fizeram uma revindicação que já imaginávamos: não tocar no assunto antes do jogo da Série D", acrescentou Ocimar, lembrando que a equipe de Guto Ferreira entra em campo neste domingo, contra o Cianorte, valendo o acesso à Série C.

O jogo, marcado para as 15h30 (de Brasília), no Paraná, é válido pelas quartas de final da Série D. Caso consiga reverter a derrota que sofreu em casa, por 2 a 1, na última semana, o time do interior paulista entra no grupo dos quatro melhores da competição e consequentemente conquista a classificação para a terceira divisão do futebol brasileiro.

Há na Ponte, porém, a pressa de trazer um treinador para assumir a equipe neste Brasileiro. Para conseguir realizar o planejado, o time de Campinas pode desistir de Guto e buscar outro nome. "Como queremos apresentar na segunda, a gente vai tentar também usar as outras alternativas. Não podemos depender só disso, por isso conversamos com outros", explicou Ocimar.

Em relação à passagem do técnico anterior, o clube deverá realizar uma mudança: privilegiará sua atual comissão técnica. Ao aceitar a proposta do Palmeiras, Kleina levou consigo quatro funcionários que estavam com ele no clube e os outros que já estavam na Ponte agora montam o atual estafe, que deve ser adicionado apenas com um treinador e seu auxiliar. A responsabilidade de quem substituí-lo é manter o bom momento: a Ponte é a atual 11ª colocada, com 33 pontos somados.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade