0

Com Dida como estrela, Portuguesa apresenta pacote para Brasileiro

25 mai 2012
16h29
atualizado às 17h28
Allan Farina
Direto de São Paulo

"O que vocês estão fazendo aqui? Me ligaram dizendo que contratamos um velho". A irônica frase de Candinho iniciou a apresentação dos reforços da Portuguesa para o Campeonato Brasileiro nesta terça-feira, no Canindé. O "pacote" é encabeçado pelo goleiro Dida, o "velho" citado pelo gerente de futebol do clube, que tem como missão ser um dos líderes do time.

» Veja o guia e saiba tudo sobre os times do Brasileiro 2012
» Veja opções de jogadores para o seu time repatriar no Brasileiro

O arqueiro, 38 anos, subiu à mesa da sala de imprensa da Portuguesa e sentou-se na cadeira central. À esquerda ficou o presidente Manuel da Lupa, enquanto o lateral esquerdo Michael, ex-Palmeiras e Santos, um dos outros apresentados, ocupou o lado direito.

Com isso, ficaram em pé ao redor do trio o zagueiro André Luis (ex-São Paulo e Santos), o zagueiro Valdomiro (ex-Flamengo), o meia Diguinho (ex-XV de Piracicaba) e o goleiro Gledson (ex-Náutico), além de Candinho.

Após receber a camisa da Portuguesa, Dida e André Luis foram presenteados com peças de uma organizada do clube rubro-verde, contendo mensagens personalizadas. Na camiseta do goleiro se lia "Dida é Leão" e "Todos têm goleiros, só nós temos Dida", enquanto na camisa dada ao zagueiro havia a mensagem "Quero ver bater de frente".

"Nós agora vamos ter segurança boa com esses jogadores. Pelo menos vamos ter isso se eles não jogarem bola", brincou Candinho. Os seis apresentados, então, vestiram a camisa da Portuguesa e, com exceção de Dida, deixaram a sala calados para participar de treinamento com o técnico Geninho.

A partir daí Dida, Candinho e Da Lupa passaram a responder perguntas dos jornalistas presentes. Os dirigentes destacaram a necessidade de contar com um grupo mais experiente para a disputa do Brasileiro após o rebaixamento no Campeonato Paulista, e admitiram os acertos com o zagueiro Lima, do Atlético-MG, e com o volante Moisés, do América-MG.

Já Dida explicou a razão em retornar ao Brasil, uma vez que desde que deixou o Milan, em 2010, não atuou mais profissionalmente. O goleiro admitiu que não estava completamente seguro em aceitar o convite da Portuguesa, mas a vontade de atuar no País falou mais alto.

"A principal motivação é o desejo que ainda tenho de atuar. Fiquei parado praticamente esse dois anos e a vontade de disputar uma partida, de defender um clube, foi muito grande. Quando apareceu esse convite foi um momento bom para a minha vida. Estava indeciso se voltava ou não", disse.

"Estava jogando futebol de areia e meu deu vontade. Participar de um grupo, de uma competição, mexe com você. Me lembrei muito do meu passado. Em seguida veio o convite. Entramos em acordo e estamos aqui para defender as cores desse clube. Vai ser um recomeço. Depois de dois anos parado vai ser difícil retornar, espero ter uma condição física boa para defender a equipe", explicou Dida.

Além do goleiro Dida, Portuguesa apresentou outros reforços para a Série A do Brasileiro
Além do goleiro Dida, Portuguesa apresentou outros reforços para a Série A do Brasileiro
Foto: Ricardo Matsukawa / Terra
Fonte: Terra
publicidade