3 eventos ao vivo

Silas se apresenta sem ilusão e conta com tempo para a Lusa respirar

1 ago 2014
15h33

Em uma das piores crises de sua história, a Portuguesa apresentou o seu quarto treinador nesta temporada. Trata-se do ex-jogador Silas, que passou pelo América-MG ainda no início do ano e agora terá uma árdua tarefa pela frente: tirar a equipe da zona de rebaixamento da Série B do Campeonato Brasileiro e fazer com que a torcida rubro-verde volte a sonhar com a primeira divisão.

O novo comandante da Lusa, porém, sabe que não terá vida fácil. Apresentado nesta sexta-feira, evitou traçar qualquer objetivo que esteja longe da realidade do time do Canindé. A primeira etapa é tirar equipe da zona de rebaixamento, contar com o grande número de rodadas que ainda resta na competição, e assim sonhar com coisas boas no final do ano.

"Tempo nós temos para que tirar a Portuguesa do rebaixamento, mas não podemos se iludir e nem iludir o torcedor, principalmente, que é o cara que está vendo o trabalho sendo feito, vem acompanhando o dia-dia e sabe de nossa realidade. Tempo tem, tem rodadas suficientes para dar a volta, mas vamos ter que encaixar resultados seguidos", disse o novo treinador lusitano.

Desde o início da Série B do Campeonato Brasileiro, com o planejamento prejudicado por causa do processo judicial, a diretoria da Portuguesa vem contratando novos reforços. O principal deles, Marcos Assunção, estreou apenas na última terça-feira, no empate sem gols com o Oeste. O volante uruguaio Piñatares e o meia Dinélson ainda não jogaram e podem ajudar no trabalho de Silas.

Com estas mudanças no elenco, o treinador afirmou que a primeira medida é conhecer a condição de cada um que chegou nas últimas semanas e assim priorizar o trabalho coletivo. Na penúltima colocação, com apenas 12 pontos, Silas pretende encontrar uma equipe ideal o mais rápido possível para começar a cumprir as "etapas" nesta Série B.

"O próprio Assunção estreou no outro dia, alguns nem jogaram ainda, então dentro da condição de ordem de chegada e da condição física de cada um, vamos montar rapidamente nossa equipe. A primeira medida é essa, simplificar sem perder a qualidade e ir por etapa. A primeira etapa agora não é G-4 ou acesso, é sair dessa situação incômoda de pontuação que a gente se encontra", completou o treinador.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade