1 evento ao vivo

Prefeito de Londres cancela convite a executivos da Fifa

6 dez 2010
06h04
atualizado em 14/12/2010 às 14h32

O prefeito de Londres, Boris Johnson, cancelou uma oferta para estadia grátis de executivos da Fifa em um hotel de luxo da cidade durante as Olimpíadas de 2012, após a entidade que comanda o futebol mundial ter escolhido a Rússia para organizar a Copa do Mundo de 2018, para a qual a Inglaterra era candidata.

A Inglaterra teve apenas dois dos 22 votos do comitê executivo da Fifa na escolha do país-sede para a Copa de 2018, na quinta-feira em Zurique, na Suíça.

O prefeito havia oferecido acomodações para o presidente da Fifa, Joseph Blatter, e outros diretores da entidade, no hotel Dorchester, um dos mais caros da capital britânica.

A oferta teria sido cancelada após Johnson ter discutido o assunto com o presidente do comitê organizador das Olimpíadas, Sebastian Coe. O prefeito não comentou a decisão.

Logo após a derrota da candidatura inglesa, Johnson, que havia ido a Zurique para fazer campanha pessoalmente pela Copa 2018, disse que o resultado era "um grande golpe e tremendamente decepcionante".

"Nós apresentamos uma candidatura excelente, nossas especificações técnicas eram de mais alta qualidade e os estádios ficariam lotados", afirmou.

Uma fonte do governo diz que ao menos cinco membros do comitê executivo da Fifa haviam assegurado pessoalmente ao príncipe William e ao jogador David Beckham, que participaram da candidatura inglesa, que votariam na Inglaterra.

Candidatura inglesa tinha apoio de Beckham (esq) e do príncipe William (dir), mas acabou derrotada
Candidatura inglesa tinha apoio de Beckham (esq) e do príncipe William (dir), mas acabou derrotada
Foto: AP
BBC News Brasil BBC News Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da BBC News Brasil.
publicidade