1 evento ao vivo

Bi Mundial por Santos e Seleção, Zito recebe homenagens pós morte

15 jun 2015
10h20
  • separator
  • comentários

A morte de Zito, no último domingo, alterou o humor da maior parte dos santistas. Presente nas conquistas de 1962 e 1963 da Copa Libertadores, e de 1958 e 1962 da Copa do Mundo, o ex-atleta morreu aos 82 anos por causas não reveladas. Após a carreira profissional, na qual dedicou 15 anos de sua vida ao Santos, Zito sofreu com complicações de saúde e, desde julho passado, tentava se recuperar de um AVC contando com suporte médico dentro de casa.

Após o anúncio de seu falecimento, divulgado por meio de nota oficial no site do Santos, Zito recebeu homenagens nas redes sociais. A conta do clube no Twitter passou a estampar uma foto sua, ainda nos tempos de atleta, ao lado dos dizeres: "Eterno capitão". Tido como "lenda" do futebol sul-americano e mundial, Zito dava suporte aos atacantes Pelé e Coutinho ao ser um dos primeiros volantes a sair mais para o jogo, com um estilo dinâmico de conduzir a bola no meio-campo.

O corpo de Zito está sendo velado nesta segunda-feira, no Memorial Necrópole Ecumênico no Marapé, em Santos. O enterro acontecerá na cidade de Roseira (SP), região do Vale do Ribeira, terra natal do ex-jogador. Por conta do falecimento, o Peixe declarou luto de sete dias e cancelou todos os eventos programados para esta segunda, como o lançamento do livro sobre a conquista do Campeonato Paulista e a comemoração do Dia Modesto Roma, que homenageia o pai do atual presidente santista.

Usando o Instagram, jogadores como Gabriel e Robinho mostraram seu respeito ao ídolo do clube. ‘Meninos da Vila’, os dois atacantes, assim como Neymar e Diego, chegaram ao clube por intermédio de Zito, que sempre esteve supervisionando os assuntos das categorias de base. "Serei eternamente grato ao senhor, por sempre acreditar em mim e fazer meu sonho de jogar no Santos", escreveu o garoto Gabriel.

Junto com a Seleção Brasileira para a disputa da Copa América, Robinho se limitou a dizer um "Obrigado", acompanhado dos votos de "descanse em paz". Neymar, outro formado na base do Peixe, também agradeceu à convivência com Zito. "Não tenho palavras para descrever esse cara, obrigado por tudo que fez por mim, por ter acreditado em mim e me ajudado no começo da carreira", disse o camisa 10 da Seleção.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade