0

Em jogo fraco, Santos fica no 0 a 0 com JEC e se classifica

23 mai 2013
00h10
atualizado às 01h20

Em um jogo com poucos lances de perigo, Santos e Joinville empataram por 0 a 0, na noite desta quarta-feira, na Vila Belmiro. Com a vitória no primeiro jogo, por 1 a 0, o Peixe conseguiu garantir a sua classificação para a terceira fase da Copa do Brasil.

Na próxima etapa da competição, os santistas enfrentam o CRAC-GO. As datas dos duelos ainda serão confirmadas pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

O próximo desafio do time praiano é contra o Flamengo, domingo, às 16 horas (horário de Brasília), no Estádio Nacional Mané Garrincha. O embate marca a estreia alvinegra no Campeonato Brasileiro.O jogo - Com a vantagem de jogar pelo empate, o Santos começou a partida mais cauteloso, enquanto o Joinville tentou adiantar a marcação para dificultar a saída de bola dos donos da casa.

O JEC foi o primeiro a criar uma boa chance de gol. Aos 18, o uruguaio Martín Ligüera chegou com velocidade, arriscou o chute da entrada da área, exigindo boa defesa do goleiro santista Rafael.

O Peixe respondeu e quase chegou ao gol, aos 24. Cícero ajeitou a bola de cabeça, Henrique fez o giro e, na hora que se preparava para a conclusão, foi travado por Carlos Alberto.

No mais, as duas equipes fizeram um jogo pouco movimentado, sem maiores oportunidades de gol. Antes do intervalo, o uruguaio Martín Ligüera se contundiu e teve de deixar o gramado. Matheus Carvalho o substituiu no Joinville.Na volta para o segundo tempo, os alvinegros quase abriram o placar. Aos quatro, Felipe Anderson cobrou escanteio rasteiro, a zaga não cortou e Cícero jogou para a pequena área, com Edu Dracena tentando o desvio, mas a bola foi na rede, pelo lado de fora.

Melhor no retorno para a etapa complementar, o Santos perdeu o lateral-direito Bruno Peres, lesionado. Aos 13, o volante Alan Santos entrou no seu lugar para atuar improvisado no setor. Um minuto depois, Ronaldo substituiu Lima, no JEC.

Aos 20, Neymar apareceu, com boa jogada individual, limpando a marcação e arriscando de fora da área, mas a bola não ganhou força. Atento, o goleiro Ivan defendeu com segurança, evitando o gol da Joia santista.

Dois minutos após a chance criada por Neymar, o técnico Muricy Ramalho trocou o companheiro de ataque do seu camisa 11. O estreante Henrique, contratado junto ao Mogi Mirim, saiu para a entrada do argentino Miralles.

Aos 30, o treinador do time catarinense, Arturzinho, tirou Artur Maia para promover a entrada de Jaílton em seu lugar, na última alteração do Joinville no confronto.

Na tentativa de marcar o gol que levaria a disputa da vaga para as cobranças de pênaltis, o JEC levou perigo ao gol de Rafael. Aos 37, Jaílton chutou forte, o camisa 1 do Peixe espalmou e, no rebote, Matheus Carvalho furou, desperdiçando uma boa chance para os visitantes.

No entanto, a melhor chance dos catarinenses aconteceu aos 43. Em escanteio pelo lado esquerdo, o zagueiro Sandro subiu sozinho e, de cabeça, quase balançou as redes, na última grande oportunidade de gol da partida.

Na última chance de gol do jogo, o argentino Patito Rodriguez, que havia entrado na vaga de Felipe Anderson, cruzou para Miralles errar a finalização.

Com isso, o placar ficou no 0 a 0 até o apito final, para vaias de alguns torcedores santistas.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade