0

Empresário de Scocco aguarda ligação do Santos para vir ao Brasil

29 jun 2013
14h19
atualizado às 16h00
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
<p>Jogador do Newell's está próximo do Santos</p>
Jogador do Newell's está próximo do Santos
Foto: AFP

Após acertar as contratações dos laterais Cicinho e Eugênio Mena, o Santos segue em busca de reforços e volta as atenções para o atacante Ignacio Scocco, do Newell'’s Old Boys. O empresário do jogador só espera uma ligação da diretoria alvinegra para desembarcar no Brasil e intensificar as tratativas que começaram há um mês.

A tendência é que haja um encontro na próxima semana, já que Scocco se animou com a possibilidade de atuar no futebol brasileiro. Ele, no entanto, não participa das conversas pois está focado na semifinal da Libertadores. Na próxima quarta, o Newell’s faz o primeiro duelo contra o Atlético-MG.

O Comitê de Gestão ainda tem dúvidas se vale fazer o investimento, pois considerou alta a pedida inicial do Newell'’s por um atleta de 28 anos. Os argentinos acabaram de renovar o vínculo de Scocco para negociá-lo e colocaram cerca de R$ 23 milhões como ponto de partida para negociar, mas o Santos avalia que precisa reduzir o valor.

Além disso, o time alvinegro enfrenta concorrência. Ontem, o nome de Scocco ganhou força como possível reforço do Internacional. O clube gaúcho já estaria pensando em uma medida caso tenha de se desfazer de Leandro Damião ou Forlán.

No Brasil, o São Paulo também já demonstrou interesse em contar com o atacante do Newell’'s e, segundo o representante do jogador, há clubes da Europa interessados.

"Ou ele vai para a Europa ou jogará no Brasil", garantiu Fabián Soldini, empresário do atacante.

Scocco entrou na pauta do Santos após o bom desempenho na Libertadores deste ano, mas ganhou ainda mais força após a sugestão do técnico Gerardo Martino, que gostaria de continuar a parceria com seu comandado no Newell’'s.

Com características para jogar tanto pelos lados do campo como mais centralizado, Scocco se destacou no ano passado ao marcar os dois gols da Argentina no segundo jogo do Superclássico das Américas contra o Brasil, em Buenos Aires. A atuação o valorizou.

Maxi Rodríguez esfria desejo de treinador
Além de Scocco, o técnico Gerardo Martino gostaria de levar o meia Maxi Rodríguez caso acerte sua ida para o Santos após a Libertadores. No entanto, ao contrário do atacante, Maxi não se animou com a possibilidade de jogar no Brasil. Com 32 anos, ele insiste em encerrar a carreira em seu clube do coração e tem dito isso a jornalistas argentinos.

Maxi foi revelado pelo Newell’s e retornou ao clube no ano passado. Com experiência de quem teve trajetória considerável no futebol europeu, o camisa 11 virou um dos líderes do time e comandou o meio de campo na conquista do título argentino este ano. Também tem se destacado na Libertadores.

Além de passagens por Atlético de Madrid (ESP) e Liverpool (ING), Maxi ganhou notoriedade pela sua trajetória pela seleção argentina. Ele disputou as Copas do Mundo de 2006, quando foi titular dos hermanos, e de 2010, com menos força. Maxi também participou da conquista da medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de 2004, em Atenas.

Hoje, o Newell’s entra em campo contra o Vélez Sarsfield (ARG), em uma espécie de Recopa do futebol argentino. O duelo reunirá os últimos dois campeões nacionais, vencedores do torneio de início (Vélez) e o final (Newell’'s).

Fonte: Lancepress! Lancepress!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade