0

Escritório de membro do Comitê Gestor é apedrejado; reunião é cancelada

6 ago 2013
11h11
atualizado às 13h42
  • separator
  • comentários

O escritório do advogado Luciano Moita, um dos sete integrantes do Comitê de Gestor do Santos, foi depredado na noite de segunda-feira. Os dirigentes, assim como o presidente Luis Álvaro Ribeiro, viraram os principais alvos de protestos após a histórica goleada sofrida por 8 a 0 para o Barcelona, da Espanha, na última sexta, na disputa do Troféu Joan Gamper.

<p>Goleada sofrida na última sexta-feira provocou uma série de protestos dos santistas; alvo desta vez foi um dos membros do Comitê Gestor</p>
Goleada sofrida na última sexta-feira provocou uma série de protestos dos santistas; alvo desta vez foi um dos membros do Comitê Gestor
Foto: Getty Images

A ocorrência foi denunciada e já é apurada pela polícia local, enquanto a reunião informal desta terça entre o Comitê e os conselheiros foi cancelada sob alegação de que será marcada uma reunião extraordinária.

O ato de vandalismo ficou restrito ao apedrejamento de parte da fachada do escritório, que teve alguns vidros quebrados. O Terra apurou que Moita já havia sido avisado por pessoas durante o fim de semana que um grupo de torcedores identificando-se como de São Paulo procurava por ele.

O grupo chegou a entrar em uma padaria famosa da cidade que possivelmente seria frequentada por Moita e Pedro Luiz Conceição, ex-diretor de futebol e também membro do Comitê, perguntando pelos cartolas. Sem encontrá-los, deixaram o local. Os dois já andam com seguranças pessoais.

A reportagem tentou contato com Luciano Moita, mas foi informada por uma pessoa que o mesmo se encontrava em uma ligação. Depois, tentou retornar, mas as ligações caíram na caixa postal. O Santos recuou na "lei do silêncio" imposta aos jogadores e assumiu viver uma crise após o revés na Espanha. O vice-presidente do clube, Odílio Rodrigues, externou em entrevista ter se reunido com os líderes do elenco, além do técnico Claudinei Oliveira, para cobrá-los pelo resultado.

Odílio citou os nomes de Edu Dracena, Arouca, Aranha, Montillo e Léo como os atletas envolvidos na conversa pouco antes do início do treinamento, no CT Rei Pelé. A reunião, realizada nas dependências internas do CT, retardou a participação dos atletas na atividade.

A indignação pela derrota ganhou desdobramentos já na própria cidade espanhola. Após o revés, um grupo de torcedores protestou na frente do hotel santista. A assessoria do clube informou não ter ocorrido invasão ou agressão aos atletas. Ainda na sexta, os muros da Vila Belmiro foram pichados com críticas direcionadas ao presidente Luis Álvaro e a membros do Comitê Gestor.

O jogo marcou o reencontro de Neymar com o ex-time. O jogador não marcou gols, mas deu a assistência para o sexto do Barça, feito por Fábregas. Santos e Barcelona se reencontraram após a goleada por 4 a 0 imposta pelos catalães na final do Mundial de Clubes de 2011, em Yokohama, no Japão.

Agora, o Santos fará o clássico contra o Corinthians já nesta quarta, às 21h50 (de Brasília), pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro, na Vila Belmiro.

Fonte: K.R.C.DE MELO & CIA. LTDA – ME K.R.C.DE MELO & CIA. LTDA – ME
  • separator
  • comentários
publicidade