1 evento ao vivo

Meia sonha com 10, mas aceita adaptação de Muricy: "não posso exigir"

4 jul 2012
18h49
atualizado às 19h22
Klaus Richmond
Direto de Santos

Felipe Anderson usa um tom cuidadoso para justificar o desempenho pouco convincente no Santos, reforçado por incisivas críticas do técnico Muricy Ramalho. O meia, no entanto, confessou ter preferência por atuar centralizado, na posição original da Ganso, e diz aceitar a visão do treinador, que o vê execendo função similar à de Neymar.

"Na base sempre joguei no meio tanto que falavam que lembrava o Ganso, centralizado, mas ele me vê mais como um ponta, usando as velocidades pelas laterais. Respeito isso, pois ele possui muita experiência", afirmou.

"Também não estou no momento de exigir. Onde ele me colocar, seja como lateral, volante ou até de goleiro vou me esforçar ao máximo", completou.

Felipe Anderson subiu aos profissionais com apenas 17 anos e, desde então, jamais se firmou como titular. Muricy chegou a citar que o jogador veio com "defeito de fábrica", reclamou de "apagões" do jovem durante antes partidas e cobra regularidade do meio-campista.

Agora, a chance recai pelas iminentes convocações de Neymar, Ganso e Rafael para os Jogos Olímpicos, que deverão ser confirmadas nesta quinta-feira, às 15h (de Brasília), no Rio de Janeiro.

O meia foi testado na função de Ganso já no treino desta quarta devido a ausência do titular na atividade, poupado para reforço muscular. Felipe retornou após recente título com a Seleção Brasileira Sub-20 no Torneio Quadrangular Internacional, disputado na Argentina.

Felipe Anderson admite que prefere atuar pelo meio
Felipe Anderson admite que prefere atuar pelo meio
Foto: Ivan Storti/Santos FC / Divulgação
Fonte: Terra
publicidade