1 evento ao vivo

Parreira defende geração promissora e diz: Neymar é classe à parte

27 ago 2012
10h19
atualizado às 11h03

O ex-técnico da Seleção Brasileira Carlos Alberto Parreira é uma das sumidades mundiais quando o assunto tratado é analisar futebol, sobretudo a situação de compatriotas. Nesta segunda-feira, o treinador comentou sobre a atual geração do País ao site da Fifa, e destacou que a Seleção possui uma safra promissora e que Neymar é "uma classe à parte".

» Compare as obras para Brasil 2014 em relação a África do Sul 2010

Depois de atuar como membro do grupo da Fifa de estudos técnicos para a Olimpíada de Londres, o ex-trenador concedeu entrevista ao site da entidade, onde debateu com muita sobriedade a atual situação do futebol brasileiro, duramente criticado após a medalha de prata em solo britânico.

Parreira foi cauteloso ao comentar o futuro da atual geração do futebol no País. "No Brasil existem talentos sempre emergentes e promissores. Em meus 40 anos de futebol eu já devo ter ouvido alguém dizer: 'ele vai ser o novo Pelé' dezenas de vezes e então eles ficam aquém. Isso é válido para gerações inteiras, você tem que se provar em campo", destacou o campeão da Copa do Mundo de 1994.

Apesar da prudência, o ex-técnico vê qualidades na geração que irá representar o Brasil no Mundial de 2014, quando o País será anfitrião do evento. "Esta geração é promissora e talentosa, mas só vamos ver o que eles podem realmente fazer quando 2014 chegar", ponderou.

Dentre os jogadores que fazem parte da atual safra brasileira, Parreira foi claro ao citar que o atacante Neymar é o mais promissor deles. "Ele é um dos jogadores mais talentosos que temos tido nos últimos anos. Ele é uma classe à parte", ressaltou o ex-comandante da Seleção.

Ainda durante a entrevista ao site da Fifa, Parreira comentou assuntos relativos à Copa do Mundo, principalmente a de 1994, quando se sagrou campeão e encerrou um jejum brasileiro que já durava 24 anos.

"A Copa do Mundo é o apogeu, o ponto mais alto da carreira de qualquer jogador ou treinador. Você poderia ter conseguido milhões de coisas positivas, cometemos erros, temos sucessos e fracassos, mas quando se ganha uma Copa do Mundo é o que será lembrado", enfatizou.

Treinador em nada menos que seis Copas, Carlos Alberto Parreira ainda comandou a Seleção Brasileira em 2006, mas sem o mesmo sucesso de 1994. Com um vasto currículo de títulos pelo Brasil, o ex-treinador reconhece que a atual geração pode ser de muito sucesso, mas os jogadores terão que provar nos gramados que as expectativas geradas condizem com a realidade.

Ex-treinador da Seleção diz que atual geração precisa mostrar dentro de campo que é promissora
Ex-treinador da Seleção diz que atual geração precisa mostrar dentro de campo que é promissora
Foto: Getty Images
Fonte: Terra
publicidade