5 eventos ao vivo

Por Robinho, Santos não desiste e aumenta proposta ao Milan

19 dez 2012
11h22
atualizado às 16h30
  • separator
  • 0
  • comentários

A diretoria do Santos não se dá por vencida e insiste na contratação do atacante Robinho. Após ver o Milan recusar a sua última proposta, de 6 milhões de euros (cerca de R$ 16 milhões), que não chegou perto dos 10 milhões de euros (aproximadamente R$ 27 milhões) pretendidos pelos italianos, o clube prepara uma nova oferta, de 7,5 milhões de euros (cerca de R$ 20,3 milhões).

Diretoria do Santos luta para repatriar ídolo santista Robinho
Diretoria do Santos luta para repatriar ídolo santista Robinho
Foto: Getty Images

Apesar de a quantia não atingir os valores estipulados pelo Milan, os alvinegros estão confiantes de que, desta vez, o time rubro-negro pode ceder às suas investidas. No Brasil, Flamengo, Atlético-MG e, agora, Internacional também aparecem como candidatos a ficar com o futebol do atleta.

Além de aumentar a oferta endereçada aos milanistas, o Santos está disposto a pagar R$ 800 mil de salários para Robinho, mas ele gostaria de receber R$ 1,1 milhão por mês, livre de impostos. Entretanto, o atacante, 28 anos, aceitaria negociar um acordo salarial com o clube praiano.

A possível contratação de Robinho amenizaria o clima de pressão, principalmente por parte da torcida, que clama por reforços. Com o Santos fora da Copa Libertadores da América do ano que vem, a direção tem sido alvo de muitas críticas e os bastidores da Vila Belmiro estão cada vez mais agitados.

Por esta razão, o comitê de gestão alvinegro concordou que a melhor alternativa para o momento seria, realmente, investir na volta de Robinho, mesmo com a negociação sendo considerada fora dos padrões para um jogador com relativa idade avançada. Só o retorno técnico que o atacante daria e o fato de ser um ídolo dos torcedores justificariam tamanho investimento.

Baixe gratuitamente o aplicativo Sigo meu Time e acompanhe seu time do coração

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade