0

Santos

Ricardo Oliveira não nega: “eu penso sempre em Seleção”

Divulgação
3 set 2015
22h30
atualizado em 4/9/2015 às 11h06
  • separator
  • comentários

Ricardo Oliveira mais uma vez foi protagonista da uma vitória do Santos nesta temporada. E depois de marcar duas vezes nos 3 a 0 para cima da Chapecoense, nesta quinta, na Vila Belmiro, o camisa 9 mandou seu recado para Dunga. “Eu penso sempre em Seleção Brasileira. Acho que o nível que eu estou jogando mostra o que eu posso fazer”, avisou.

Com 35 anos, Oliveira sabe bem o que é vestir a pesada camisa amarela. Mas nenhum obstáculo parece impedir que o centroavante volte a pensar em uma oportunidade. Nem mesmo a idade.

“Acho que o Paulista foi uma competição de teste. Consegui passar. Vencemos. Campeonato Brasileiro é difícil. Estamos aí, brigando pela artilharia, estamos vencendo. Ambições de coisas grandes sempre existem na minha cabeça. Se tiver oportunidade, se eu for solicitado, tenho certeza que vou contribuir bastante”, acrescentou.

Nesta quinta, apesar de desperdiçar o quatro pênalti neste Campeonato Brasileiro, Ricardo Oliveira chegou a 14 gols na competição e abriu cinco de vantagem na briga pela artilharia. Já são 27 gols na temporada, sendo 11 no Estadual, no qual também acabou como o principal goleador e melhor jogador. Por isso, o próprio técnico Dorival Júnior já faz campanha por seu capitão.

“Eu acho que não é só isso, não. Nós tivemos aí, em algumas seleções mundiais, jogadores importantes que continuaram sua história nas seleções mesmo com idade avançada. Não vejo motivo nenhum para que descartemos uma situação dessa”, disse o treinador, lembrando que a idade também traz coisas positivas. “Vocês não têm noção da importância do Ricardo fora de campo, dando uma sustentação para essa garotada”, completou Dorival.

Empolgado com a fase, o centroavante não nega a sensação alegria, mas fala em seguir evoluindo. “A campanha é muito boa. Pode melhorar e acredito que vai melhorar. Não só em números. O que eu mais prezo e valorizo é que os gols estão contribuindo com o time”, explicou, antes de também enaltecer a evolução da equipe como um todo, depois de passar algumas rodadas agonizando na zona de rebaixamento.

“Eu acho que a evolução é notória. O time cresceu. Coletivamente, tem uma faceta bem interessante, individualmente não se questiona, as vitórias, time ganhando... Não perdendo contra o Cruzeiro, sabíamos que era determinante. Estamos olhando lá para cima. Esse é o objetivo. Estamos chegando lá, mas ainda tem muita coisa pela frente”, concluiu o jogador.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • comentários
publicidade