Santos

Santos

publicidade
22 de fevereiro de 2010 • 11h40 • atualizado às 14h22

Santos iguala marca histórica, mas Dorival breca euforia

Dorival não quer ver seu grupo vivendo euforia
Foto: Samir Carvalho / Especial para Terra
 

A vitória por 2 a 1 sobre o Mirassol manteve o Santos na liderança do Campeonato Paulista, agora com 25 pontos, mas mantendo a distância de quatro pontos para o segundo colocado, atualmente o Santo André. No entanto, além da liderança, o triunfo sobre a equipe interiorano entrou para a história do clube. Desde 1968 os praianos não alcançavam uma sequência de sete vitórias consecutivas no Campeonato Paulista.

Há 42 anos, os santistas, que chegaram a totalizar 12 vitórias seguidas, foram campeões estaduais, sob o comando de Pelé. Porém, apesar da marca histórica, o técnico Dorival Júnior procurou brecar a euforia dentro do elenco, alertando o grupo para as dificuldades que ainda irão se apresentar no torneio.

Por isso, segundo o treinador, o Santos deve manter a humildade, sem achar que é a equipe a ser batida dentro do Estadual. "Eu não coloco dessa maneira. Muita coisa ainda tem que ser melhorada. Nós teremos que estar atentos daqui para frente, pois o grau de dificuldade tem aumentado a cada rodada", comentou.

Mas, apesar da preocupação em manter os jogadores concentrados, sem entrar no clima de euforia, Dorival está cada vez mais satisfeito com o rendimento do time. "A equipe tem dado conta e respondido à altura. Isso tudo em virtude da preparação que eles vêm fazendo, a maneira como estão vindo para cada jogo. Os atletas estão muito determinados, confiantes e estão buscando a manutenção daquela ofensividade que o time tem apresentado desde a primeira partida", analisou.

O Santos pode ampliar ainda mais a sua sequência vitoriosa no Campeonato Paulista. No próximo domingo, na Vila Belmiro, a equipe enfrenta o Corinthians, podendo chegar a oito resultados positivos na competição.

No entanto, antes disso, os santistas encaram o Naviraiense-MS, quarta-feira, no Estádio Morenão, em Campo Grande (MS), em duelo que marca a estreia do clube na Copa do Brasil deste ano.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva