0

São Caetano empata com Penapolense e é rebaixado para Série A2

13 abr 2013
18h35
atualizado às 19h02

O São Caetano deu adeus à chance de escapar do rebaixamento nesta edição do Campeonato Paulista. Em jogo válido pela penúltima rodada da primeira fase, o Azulão precisava da vitória neste sábado, mas ficou no empate por 1 a 1 com o Penapolense, no estádio Tenente Carriço.

O técnico Daniel Martine apostou em colocar os principais jogadores do Azulão, como Rivaldo, Fabinho e Danielzinho, além do retorno de Jobson aos titulares. Mas a estratégia não foi suficiente.

O time de Penápolis abriu o placar com gol de Silvinho. Ainda no primeiro tempo, Jobson empatou, mas o time não conseguiu dar sequência à reação. Assim, o São Caetano fica com 13 pontos, no penúltimo lugar, e não consegue mais sair da área da degola, já que o Ituano tem 17 e é o primeiro fora da zona de queda.

Campeão da Série A2 de 2000, o Azulão estava na elite do futebol paulista desde 2001 (não disputou a competição em 2002 porque participou do Rio-São Paulo com os principais clubes dos dois Estados). Neste período, o time do ABC foi até campeão em 2004, sob o comando do hoje santista Muricy Ramalho.

Já o Penapolense poderia ter se classificado com antecedência à próxima fase do Paulistão, se tivesse vencido neste sábado, mas ainda está perto da vaga, pois chegou aos 28, no sétimo lugar.

O jogo: O Penapolense mostrou desde o início do confronto que não daria tranquilidade ao time visitante. Aos dois minutos, Gualberto recebeu bola alçada na área e, sozinho, cabeceou na trave.

Mesmo com o São Caetano esboçando jogadas para tentar responder, o time mandante abriu o placar, aos 32 minutos, quando Guaru fez a assistência para Silvinho, que recebeu em velocidade com liberdade e tocou na saída do goleiro.

Ainda no primeiro tempo, o Azulão conseguiu igualar a contagem, aos 43. Danielzinho chegou em velocidade à área e finalizou, sendo travado por um defensor e pelo goleiro. No rebote, o atacante Jobson empurrou para as redes.

No entanto, o time visitante voltou ainda mais pressionado para a etapa final, com a obrigação de obter o triunfo para sobreviver na elite pelo menos por mais uma rodada. Mas o Penapolense se mostrou bastante perigoso e quase marcou no fim com Rodrigo Biro, que desperdiçou.

No desespero, o São Caetano se lançou ao ataque, mas, com o desgaste físico de seus principais jogadores, não conseguiu evitar o resultado que o rebaixou neste Paulistão.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade