0

Agente de Dagoberto se revolta com Juvenal, mas prioriza São Paulo

12 out 2011
22h43
atualizado às 22h50

André Donke

Presente na Arena Barueri para acompanhar o empate por 0 a 0 entre São Paulo e Internacional, nesta quarta-feira, o presidente do clube paulista, Juvenal Juvêncio, voltou a se manifestar sobre a novela envolvendo a renovação de contrato do atacante Dagoberto. O dirigente alegou que o empresário do atleta, Marcos Malaquias, queria ganhar mais do que merecia, o que provocou a ira do agente. Apesar disso, Malaquias disse que a preferência de Dagoberto continua sendo a permanência no time tricolor.

Em contato ao Terra, Malaquias classificou como "besteira" a declaração de Juvenal. "Não posso aceitar, eu nunca pedi um centavo para o São Paulo nem para pedir para trazer um jogador", afirmou.

Para o empresário, o presidente são-paulino fez essa alegação devido à proximidade do término do vínculo do atacante com o clube paulista. "Falta uma semana para o Dagoberto poder assinar um pré-contrato com outro clube", apontou o agente, que apesar da polêmica, diz não se arrepender de ter levado o jogador ao São Paulo.

Além disso, de acordo com Malaquias, não faltou procura por parte dele e de Dagoberto para a renovação. "Ano passado inteiro ele não conversou com a gente. Ano passado inteiro procurávamos por ele". Dessa forma, para ele "se o Dagoberto não ficar no São Paulo a culpa única e exclusivamente é do Juvenal Juvêncio", afirmou.

Mesmo se mostrando magoado e irritado com o presidente do clube paulista, o agente declarou que a preferência do atleta continua sendo a renovação com o São Paulo. "Vários clubes tem interesse nele. A prioridade sempre foi renovar. A gente não quer conversar com outros times, o Dagoberto é profissional, sabe que o São Paulo está priorizando o título", contou.

Em um semana, Dagoberto poderá assinar um pré-contrato com outro clube
Em um semana, Dagoberto poderá assinar um pré-contrato com outro clube
Foto: Ricardo Matsukawa / Terra
Fonte: Terra

compartilhe

publicidade