0

Autuori aprova vontade do São Paulo, mas pede "capacidade de pensar"

15 ago 2013
22h46
atualizado em 16/8/2013 às 01h11
  • separator
  • 0
  • comentários

Desde que voltou de sua turnê internacional, o São Paulo fez duas partidas pelo Campeonato Brasileiro, mas sem vitórias. Depois de derrota para a Portuguesa no Canindé no último domingo, a equipe tricolor empatou por 1 a 1 no Morumbi nesta quinta-feira com o Atlético-PR. Os jogos tiveram em comum a falta de organização são-paulina aliada à correria dos jogadores.

Brasileiro Série A 2013Rodada 14

São Paulospfc-uSão Paulo1
1Athletico-PRAthletico-PRCAP

  • Rodrigo Caio 17 ' (1T)
  • Paulo Baier 37 ' (1T)
2013-08-15 22:30 GMT-000 (D) FinalizadoEstádio Morumbi
<p>Autuori ainda não conseguiu vencer com o time paulista no Brasileiro</p>
Autuori ainda não conseguiu vencer com o time paulista no Brasileiro
Foto: Bruno Santos / Terra

Para o técnico Paulo Autuori, não falta determinação para o São Paulo, mas só isto não será necessário para salvar o time do rebaixamento. A equipe tricolor está na penúltima colocação do Campeonato Brasileiro, com dez pontos e apenas duas vitórias em 13 partidas.

"Tivemos determinação e vontade, o que não é necessário para ganhar de um adversário como o Atlético, que é leve, rápido e joga bem vertical. No começo saiu o gol e era para ter mais tranquilidade. Depois que sofremos o gol, o time não foi bem. Quem entrou, entrou bem e ligado, mas foi mais na base da determinação do que propriamente com cabeça, inteligência, fazendo o jogo que deveríamos fazer. Tem horas que paramos de pensar e fazemos as coisas no piloto", analisou o treinador após o empate no Morumbi.

"Às vezes acontece mais na base da euforia e a realidade volta. Em outras situações não. A reação tem a ver com o resultado. Não o dizer que os jogadores não estão tentando. Hoje foi muito mais na vontade do que na organização", explicou.

Para Autuori, um símbolo deste jogo de entrega, mas pouco inteligente do São Paulo, é o atacante Aloísio. Contra a Portuguesa, o centroavante impediu o que seria o gol de empate tricolor ao acertar no braço bola que entraria na meta adversária. Nesta quinta, o jogador novamente se intrometeu em lance ofensivo, mas a arbitragem ignorou sua presença e validou o gol de Rodrigo Caio.

São Paulo empata com Atlético-PR com gol polêmico

"Isso é pura ansiedade e traduz exatamente o que falamos aqui. Muita vontade e pouca capacidade de pensar. Precisamos fazer isso durante o jogo. Não adianta ir só na raça e só na vontade. Isso tem limite e isso ficou claro hoje", avisou o técnico.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade