0

Bauza crê em passo dado pelo São Paulo e se rende à mística do Morumbi

A excitação da torcida são-paulina com a vitória por 2 a 1 sobre o River Plate, nessa quinta-feira, no Morumbi, foi minimizada pelo técnico Edgardo Bauza durante a entrevista coletiva que sucedeu o jogo. O Patón disse que ficou impressionado com a força dos torcedores no estádio e viu a equipe dando um importante passo rumo à classificação […]

14 abr 2016
01h02
  • separator
  • 0
  • comentários

A excitação da torcida são-paulina com a vitória por 2 a 1 sobre o River Plate, nessa quinta-feira, no Morumbi, foi minimizada pelo técnico Edgardo Bauza durante a entrevista coletiva que sucedeu o jogo. O Patón disse que ficou impressionado com a força dos torcedores no estádio e viu a equipe dando um importante passo rumo à classificação para as oitavas de final da Libertadores. Mas ressaltou que conquistar pontos na altitude de La Paz será uma tarefa árdua. O Tricolor depende só de um empate contra o Strongest, na quinta-feira, para garantir a vaga.

“Vencemos a partida como queríamos, mas esse foi só um passo. Agora falta dar mais um passo em La Paz. Teremos que lutar pelo resultado que precisamos para classificar. Mas essa vitória nos permite manter o sonho de avançar”, disse o treinador, que está preocupado com os obstáculos que a altitude trará para o São Paulo. “É complicado. Enfrentaremos uma boa equipe. O Strongest ganhou de nós aqui. Por isso minha alegria é muito comedida. Temos que dar esse passo”, acrescentou.

Satisfeito pela forma como o São Paulo se impôs e não deixou o River emplacar seu estilo de jogo, o Patón também fez questão de elogiar o comportamento da torcida que garantiu o maior público do ano para a equipe. Foram 51 mil tricolores que cantaram e empurraram o time durante os 90 minutos. “Eu fui atleta e sei da importância que a torcida tem para os jogadores. Quando a torcida é quente e te empurra, você tira forças de todos os lados”, afirmou. “Os torcedores acolheram a equipe durante todo o jogo. Aqui em casa, com essa torcida, será muito difícil ganhar da gente”.

O Patón ainda aproveitou a oportunidade e valorizou a evolução mostrada pelo conjunto são-paulino. “A equipe vem melhorando a cada partida. É preciso comparar esse São Paulo com aquele que assumi há três meses. A equipe vem dando passos à frente. Falta muito, mas um jogo como o de hoje me deixa mais tranquilo. Ele me dá a sensação de que podemos seguir crescendo”, avaliou o argentino.

Por fim, o comandante recordou a “partida dura” que o São Paulo terá no domingo, quando o Tricolor irá até Osasco para encarar o Grêmio Osasco Audax, pelas quartas de final do Campeonato Paulista. Bauza admitiu que dependerá dos próximos treinos para avaliar o físico dos atletas e determinar se será escalada uma equipe mista na partida. Segundo o clube, o time só viajará para a Bolívia na quarta-feira.

“Agora preciso tomar decisões inteligentes. Verei como os atletas se recuperam para definir a escalação. Sei que o Audax é um time que controla e toca muito bem a bola. Analisarei qual equipe formarei, pois nós temos o interesse de avançar às semifinais. Faremos o impossível para jogar”, concluiu o técnico.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade