2 eventos ao vivo

Com sangue no vestiário, Tigre denuncia agressões de policiais

12 dez 2012
23h59
atualizado em 13/12/2012 às 01h58
  • separator
  • 0
  • comentários

Os jogadores do Tigre reclamaram de abuso de força de seguranças e policiais nos vestiários do Estádio do Morumbi no jogo desta quarta-feira, diante do São Paulo, pela final da Copa Sul-Americana. Em depoimento à emissora de TV Fox Sports, o volante Martín Galmarini afirmou que os responsáveis pela segurança no estádio chegaram a sacar armas de fogo para tentar conter a confusão iniciada no intervalo da partida.

Vestiário do Tigre no Morumbi ficou com manchas de sangue após confusão entre jogadores, comissão técnica e seguranças do São Paulo
Vestiário do Tigre no Morumbi ficou com manchas de sangue após confusão entre jogadores, comissão técnica e seguranças do São Paulo
Foto: Dassler Marques / Terra

"Que fôssemos campeões ou vice-campeões, mas queríamos jogar o segundo tempo", disse Galmarini, ex-jogador do River Plate. A emissora ainda exibiu imagens de manchas de sangue no vestiário da equipe visitante, que reclamou não ter condições de voltar para a partida. No primeiro tempo, os dois times passaram a trocar farpas após uma cotovelada de Orban no nariz de Lucas. O jogo terminou 2 a 0 e o São Paulo foi declarado campeão após o Tigre não retornar do intervalo.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade