São Paulo

São Paulo

publicidade
16 de outubro de 2013 • 22h50 • atualizado às 23h10

Em boa fase, Ganso acaba com ressalvas no São Paulo com golaço

São Paulo spfc-u 3
0 Náutico cnc-q

  • Ademilson 29 ' (1T)
  • Paulo Henrique 19 ' (2T)
  • Welliton Morais 28 ' (2T)
    2013-10-17 00:00 GMT-000 (D) Finalizado Morumbi
    • Danilo Vital
      Direto de São Paulo
     

    Paulo Henrique Ganso vive seu melhor momento desde que foi contratado pelo São Paulo, em setembro de 2012. Tem ajudado o ataque são-paulino a buscar a reação contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro e é constantemente elogiado pelo técnico Muricy Ramalho, mas com uma ressalva: precisa se acostumar a chegar mais ao ataque e marcar gols. Na noite desta quarta-feira, concretizou essa boa fase ao ajudar a vitória por 3 a 0 sobre o Náutico com um golaço.

    Ganso faz golaço e São Paulo vence NáuticoClique no link para iniciar o vídeo
    Ganso faz golaço e São Paulo vence Náutico

    Ganso marcou aos 21min do segundo tempo: recebeu a bola na intermediária e, com toques rápidos e curtos, cortou a marcação de quatro marcadores antes de bater rasteiro de perna direita; a bola tocou no pé da trave esquerda de Ricardo Berna antes de morrer nas redes. Um golaço tão bonito quanto as vistosas assistências que está acostumado a dar nas partidas. Diz Muricy Ramalho que o camisa 8 prefere isso a balançar as redes.

    Nesta edição do Brasileiro, Ganso é o jogador com mais assistências no elenco são-paulino: criou quatro jogadas para gols. Além do golaço, outras estatísticas confirmam o bom momento. Longe das lesões que complicaram sua carreira recentemente, fez nesta quarta-feira seu 55° jogo em 2013 – nunca havia jogado tanto na mesma temporada. Seu desempenho sem dúvida cresceu sob o comando de Muricy Ramalho.

    O técnico do São Paulo, aliás, tem elogiado muito o camisa 8. “ele não está se escondendo”, “está chamando a responsabilidade” e “participação aumentou muito” são argumentos usados de forma recorrente. O golaço anotado no Morumbi deve acabar com qualquer ressalva sobre seu comportamento em campo.

    Curiosamente, foi contra o mesmo Náutico que Paulo Henrique Ganso fez sua estreia pelo São Paulo, na vitória por 2 a 1 em 18 de novembro de 2012. Ao contribuir com a vitória por 3 a 0, o meia deixou o time pernambucano um pouco mais rebaixado – é o último colocado da competição, com apenas 17 pontos. Mas também deixou o São Paulo um pouco mais longe da Série B. Deixou o gramado aos 43min, substituído por Jadson e aplaudido de pé pelos 14 mil são-paulinos presentes no Morumbi.

    Terra