0

Leão detona CBF sobre convocação de Lucas: "inadmissível"

24 fev 2012
11h48
atualizado às 12h23

A convocação do meia-atacante Lucas para o amistoso da Seleção Brasileira contra a Bósnia, no próximo dia 28, continua irritando o técnico Emerson Leão. Sem poder contar com seu camisa 7 no clássico diante do Palmeiras, dois dias antes, o treinador perdeu a linha e falou grosso nesta sexta-feira, após o treino no CT da Barra Funda.

» De Waldemar a Caio Júnior: relembre 30 técnicos vapt-vupt
» Veja decepções dos times brasileiros no mercado da bola

"Acho incrível, inaceitável, inadmissível que só uma equipe tenha que ceder atleta. Nós somos o único clube que cede na hora certa, no dia certo. A desculpa de televisão, de aluguel é pior que qualquer outra coisa. Para evitar esse desgaste é simples: 'data Fifa' não tem campeonato. Ou convoca todos do exterior, ninguém daqui. Pronto, está simplificado. Agora tira do clássico para jogar com quem? Bósnia... é piada pronta", disse o treinador do São Paulo.

Lucas é o único jogador de clubes brasileiros que ficará fora de uma rodada do Estadual. O Santos, que teve duas partidas adiadas pela Federação Paulista de Futebol (FPF), levará seus três convocados - Neymar, Ganso e Rafael - em vôo fretado, no domingo, condição que o São Paulo preferiu não aceitar. Já Dedé, zagueiro do Vasco, foi liberado para a disputa da final da Taça Guanabara contra o Fluminense.

"Ele foi retirado, essa é a palavra certa, retirado, do nosso time. Mais ninguém viveu isso. Justificativas têm aos montes. Nunca se chega à final se não tiver semifinal, isso explica a situação do Dedé. Para poder chegar à final temos que vencer o Palmeiras. Mas tem uma coisa, a CBF deve milhões ao nosso clube e isso nunca vi acontecer. Dizem que ia sair, dizem que ia ficar, espero que saia", disse Emerson Leão em relação ao presidente da CBF, Ricardo Teixeira, que pode estar prestes a renunciar ao cargo.

A irritação do comandante do time tricolor acontece em virtude da boa fase que vive Lucas com a camisa do São Paulo, mas principalmente ao fato de que nenhum outro time brasileiro vive drama semelhante com convocações: "o Lucas representa muito, pela vivacidade, pelo respeito do adversário em relação a ele, pela habilidade, velocidade. Eu dei muitos adjetivos, é um dos principais atletas da nossa equipe. Por isso".

Para o técnico do São Paulo, tirar atleta de clássico para jogo contra a Bósnia é "piada pronta"
Para o técnico do São Paulo, tirar atleta de clássico para jogo contra a Bósnia é "piada pronta"
Foto: João Pires/Vipcomm / Divulgação
Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade