6 eventos ao vivo

Morre Yeso Amalfi, atacante do São Paulo da década de 1940

11 mai 2014
16h12
atualizado às 16h34
  • separator
  • 0
  • comentários

No ano da Copa do Mundo no Brasil, morre um dos primeiros jogadores do País a fazer sucesso no exterior. Aos 90 anos, o ex-atacante Yeso Amalfi, revelado pelo São Paulo nos anos 1940 e que viveu seu auge na década seguinte, foi vítima de falência múltipla de órgãos na madrugada deste sábado.

Yeso Amalfi atuou no São Paulo na década de 1940
Yeso Amalfi atuou no São Paulo na década de 1940
Foto: São Paulo FC / Divulgação

O São Paulo publicou nota em seu site oficial dizendo-se "com profundo pesar e saudade" e se solidarizando "com torcedores, amigos e familiares, pesaroso pela perda de um grande atleta de sua gloriosa história". O clube fez um minuto de silêncio antes de enfrentar o Corinthians neste domingo, na Arena Barueri, pelo Campeonato Brasileiro.

De acordo com o São Paulo, Yeso Amalfi "nunca escondeu o coração são-paulino". Foi destaque no time conhecido como Expressinho Tricolor, sendo o artilheiro da equipe pentacampeã do Campeonato Paulista de Aspirantes (1943, 1944, 1945, 1946 e 1947). No time principal, foi campeão paulista em 1945 e 1946. De 1943 a 1948 acumulou 78 jogos, com 50 vitórias, 15 empates e apenas 13 derrotas, com 30 gols. Chegou a ser companheiro de Leônidas da Silva

Aos 25 anos, foi para o Boca Juniors por 200.000 cruzeiros, quantia bastante elevada à época, e virou ídolo na Argentina, atuando ao lado do também atacante brasileiro Heleno de Freitas, um dos principais nomes da história do Botafogo.

Fora do País, também defendeu o Peñarol, do Uruguai, Nice, Monaco, Racing Paris, Red Star e Olympique de Marselha, na França, e Torino, na Itália. De acordo com o Almanaque do Palmeiras, atuou em 1950 pelo time alviverde, com 14 jogos, quatro vitórias, seis empates, quatro derrotas e três gols.

Fora de campo, Yeso Amalfi também sempre chamou atenção. Ele teria namorado com celebridades como as atrizes Sophia Loren e Brigitte Bardot, apresentou a atriz norte-americana Grace Kelly ao príncipe Rainier, de Mônaco, e era amigo do pintor Pablo Picasso.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade