publicidade
11 de março de 2013 • 07h38 • atualizado às 07h41

Ney afasta pressão e pede São Paulo concentrado na Argentina

Técnico diz que não pensa em perigo de demissão
Foto: Fernando Borges / Terra
  • Emanuel Colombari
    Direto de São Paulo
 

O São Paulo lidera o Campeonato Paulista, com 23 pontos em 10 jogos. No entanto, a grande meta do time para o primeiro semestre é a Copa Libertadores da América, onde a situação não é tão simples: mesmo com o segundo lugar do Grupo 3 após três jogos, o time tem apenas quatro pontos somados, e com compromissos complicados pela frente.

O primeiro deles é nesta quinta-feira, contra o Arsenal de Sarandí, na Argentina. Na partida que os dois times fizeram em São Paulo pela terceira rodada, empataram por 1 a 1. O time argentino tem apenas um ponto e precisa da vitória em casa para se manter vivo na competição – o que, direta e indiretamente, complicaria o São Paulo.

Um tropeço pode até complicar a permanência de Ney Franco no cargo, mas o técnico garante: não perde o sono com a possibilidade. Para ele, a meta do São Paulo deve ser jogar pela vaga, não por seu emprego.

“Não estou preocupado com isso. Minha preocupação é a classificação. A gente sabe que treinador vive em função de resultados. Não posso ir para um jogo desses preocupado com meu trabalho no São Paulo”, disse o técnico, pedindo concentração da equipe para a partida.

“Não quero que outros assuntos, aspectos emocionais atrapalhem meu desempenho ou o dos jogadores nessa partida. A expectativa é fazer um bom jogo na quinta-feira”, completou.

Terra