1 evento ao vivo

Ney Franco confirma Ganso titular: "queremos que vá até o limite"

18 fev 2013
13h21
atualizado às 13h25
  • separator
  • 0
  • comentários

Paulo Henrique Ganso será titular do São Paulo na partida contra o São Caetano, na próxima quarta-feira, no Anacleto Campanela, pelo Campeonato Paulista. A escalação foi confirmada pelo técnico Ney Franco em entrevista nesta segunda, dois dias depois da vitória sobre o Ituano por 3 a 2 no Morumbi.

<p>Paulo Henrique Ganso ser&aacute; titular contra o S&atilde;o Caetano</p>
Paulo Henrique Ganso será titular contra o São Caetano
Foto: Fernando Borges / Terra

"É um atleta que a gente desenvolve um trabalho de recuperação física e técnica. Estamos terminando essa primeira fase. Optamos por lançá-lo aos poucos, durante o segundo tempo, embora tenha feito algumas partidas como titular. Agora vamos colocá-lo desde o início e queremos que ele vá até o limite da parte física", disse o treinador do São Paulo.

A partida contra o São Caetano é válida pela segunda rodada e foi adiada por conta da presença do São Paulo na primeira fase da Copa Libertadores, em que jogou contra o Bolívar, da Bolívia. O jogo fora de casa contra a União Barbarense, pela quarta rodada, também precisou ser adiado, e ocorrerá somente no dia 10 de abril.

Ganso chegou ao São Paulo no segundo semestre de 2012 e ainda busca seu espaço no São Paulo. Ele recebeu chances de ser titular no time tricolor, mas ainda não demonstrou o futebol que o consagrou no Santos.

O meia saiu jogando em vitória contra o Atlético Sorocaba e, apesar de atuação morna, fez seu primeiro gol com a camisa são-paulina. Na derrota contra o Santos, na Vila Belmiro, Ganso produziu pouco e foi substituído no segundo tempo. No último sábado, o camisa 8 foi responsável pelo gol da vitória do São Paulo.

"Vamos sempre conversar com o jogador, exigir um jogo intenso, uma participação ofensiva dele e também uma entrega na parte defensiva. Queremos ver até onde ele suportará. Ele tem entrado muito bem nos jogos", opinou Ney Franco.

"Ele tende a evoluir, tem de bater no peito e assumir essa responsabilidade de ser titular do São Paulo. É o momento que todos nós esperávamos e o atleta também. Ele está se adaptando a forma de o time jogar, já tiveram muitos treinos, jogos", completou o treinador do São Paulo.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade