0

Ney Franco vê mérito de Renato Augusto e isenta Ceni de falha

4 jul 2013
01h30
atualizado às 01h43
  • separator
  • 0
  • comentários

Claramente, Rogério Ceni estava adiantado no golaço que decidiu a vitória por 2 a 1 do Corinthians sobre São Paulo, nesta quarta-feira, pela Recopa Sul-Americana. Porém, para o técnico Ney Franco, isso não foi uma falha do goleiro. Ele preferiu apontar o mérito do Renato Augusto, autor do toque de cobertura na jogada.

<p>Renato Augusto fez um golaço ao encobrir Rogério Ceni no Morumbi</p>
Renato Augusto fez um golaço ao encobrir Rogério Ceni no Morumbi
Foto: Bruno Santos / Terra

No lance, o Corinthians roubou a bola e esticou para Renato Augusto, que a recebeu na intermediária. Ele estava marcado apenas por Rafael Tolói, que preferiu não partir para o desarme. O meio-campista então viu a posição de Ceni e tocou por cima. De acordo com Ney, este era o posicionamento correto do goleiro na jogada.

"O gol foi no contra-ataque, uma bola lançada e não vejo falha do Rogério, porque naquela bola o goleiro tem que estar adiantado mesmo. Ele (Rafael Tolói) estava no mano a mano com o Renato e por isso o Ceni tinha que ficar ali, para cobrir. Foi mais felicidade do Renato do que falha do Rogério", analisou o técnico.

Pelo lado do Corinthians, o goleiro Cássio também errou feio, em um lance que nem pode ser discutido - foi um "frango" e ponto final. Aloísio chutou de longe, e o corintiano até conseguiu espalmar, mas colocou a bola para dentro do gol. Ele só foi salvo pela vitória que veio com a contestável falha de Rogério Ceni.

Ney Franco lamentou o golaço marcado pelo Corinthians principalmente porque a partida estava aberta naquele momento. "Depois do empate, o jogo ficou equilibrado. Podia sair o gol de qualquer um. Nós tivemos oportunidades, e o Corinthians também", afirmou o técnico, que viu a pressão aumentar sobre seus ombros por causa da derrota.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade