0

Polícia divulga nomes dos torcedores detidos em confusão no Mané Garrincha

19 ago 2013
12h41
atualizado às 12h46
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A assessoria da Coordenadoria de Comunicação para a Copa do Distrito Federal divulgou, nesta segunda-feira, que três integrantes da torcida organizada do São Paulo estão detidos na carceragem da 5ª Delegacia de Polícia, acusados de participar da agressão a um torcedor do Flamengo, minutos antes do início da partida, que terminou empatada por 0 a 0, na área externa do Estádio Nacional Mané Garrincha.

<p>Confusão aconteceu antes do início da partida entre Flamengo e São Paulo, que terminou com empate por 0 a 0</p>
Confusão aconteceu antes do início da partida entre Flamengo e São Paulo, que terminou com empate por 0 a 0
Foto: Cristiano Andujar / Agência Lance

O torcedor machucado foi levado pelo Corpo de Bombeiros ao Hospital de Base, onde recebeu os devidos cuidados e segue internado. Os agressores serão indiciados por lesão corporal grave, artigo 129 do Código Penal, com pena de detenção até cinco anos.

Entre os detidos está Genivaldo da Silva, 34 anos, que segundo a Polícia Civil é presidente da torcida organizada Independente, do São Paulo. Os outros dois detidos são Moisés Oliveira Paulino, 46 anos, e Ricardo Alves Maia, 37. Os três moram no estado de São Paulo e devem seguir, na tarde desta segunda-feira, para o Departamento de Polícia Especializada.

Todos os envolvidos no tumulto têm passagem pela polícia.O torcedor do Flamengo agredido está se recuperando de uma cirurgia feita durante a madrugada desta segunda-feira na mandíbula fraturada, e encontra-se em estado estável, sem correr qualquer risco. O Hospital de Base de Brasília informa, ainda, que os ferimentos no rosto e na testa foram leves e sem gravidade.

Veja também:

Jogar em casa não está fazendo a diferença no Campeonato Alemão. Entenda o cenário
Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade