1 evento ao vivo

Ponte Preta rejeita proposta do São Paulo por zagueiro e lateral

29 abr 2013
20h20
atualizado às 21h03
  • separator
  • 0
  • comentários

A boa campanha realizada pela Ponte Preta no Campeonato Paulista, apesar da eliminação nas quartas de final para o Corinthians, colocou alguns jogadores na mira de grandes clubes brasileiros. Os principais destaques foram o zagueiro Cléber e o lateral direito/meia Cicinho. O São Paulo chegou a fazer proposta pelos dois, mas a diretoria alvinegra recusou.

<p>Juan foi um dos jogadores oferecidos à Ponte Preta</p>
Juan foi um dos jogadores oferecidos à Ponte Preta
Foto: Ricardo Saibun/Santos FC / Divulgação

Ambos possuem contratos longos com a Ponte Preta, e a intenção é negociá-los apenas caso apareça uma oferta vantajosa para os cofres. O que não aconteceu. A proposta do São Paulo incluia alguns jogadores que estão fora dos planos do técnico Ney Franco – o zagueiro João Filipe e o lateral esquerdo Juan – e uma quantia financeira, dando um total de R$ 10 milhões.

Para aceitar uma negociação que envolva uma troca de jogadores, a diretoria pontepretana quer peças que estejam em ativididade e não encostadas. Além disso, o valor está muito abaixo das multas rescisórias de ambos: a de Cicinho gira em torno de R$ 10 milhões e a de Cléber, R$ 8 milhões. Ou seja, o São Paulo teria que fazer uma proposta de R$ 18 milhões.

&amp;amp;amp;lt;a data-cke-saved-href=&amp;amp;quot;http://esportes.terra.com.br/infograficos/sensacoes-caipiras/iframe2.htm&amp;amp;quot; href=&amp;amp;quot;http://esportes.terra.com.br/infograficos/sensacoes-caipiras/iframe2.htm&amp;amp;quot;&amp;amp;amp;gt;veja o infogr&amp;amp;aacute;fico&amp;amp;amp;lt;/a&amp;amp;amp;gt;

Além disso, a Ponte Preta tem interesse em manter boa parte do elenco para a disputa do Campeonato Brasileiro. Caso alguém seja negociado, a diretoria vai em busca de reforços. Após a eliminação no Paulista, o técnico Guto Ferreira declarou que o clube precisaria da chegada de alguns jogadores pontuais para continuar tendo bom desempenho na temporada.

Cicinho chegou ao Moisés Lucarelli no ano passado contratado junto ao Brasiliense e, apesar de ser lateral direito de origem, ganhou destaque atuando como meia. Aos 24 anos, o polivalente jogador despertou interesse do Fluminense no ano passado.

Já Cléber foi contratado pela Ponte para a disputa do Brasileiro de 2012 e ganhou oportunidade entre os titulares com a chegada de Guto Ferreira. Desde então, o zagueiro de 22 anos se tornou peça fundamental no sistema defensivo. Palmeiras, Vasco da Gama e Internacional demonstraram interesse em seu futebol.

Fonte: André Regi Esmeriz - Especial para o Terra André Regi Esmeriz - Especial para o Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade