PUBLICIDADE
Logo do

São Paulo

Meu time

São Paulo marca no fim e conquista a Libertadores Sub-20

14 fev 2016 23h13
| atualizado em 15/2/2016 às 10h25
ver comentários
Publicidade

Foi sofrido, porém, o São Paulo conseguiu conquistar o título da Copa Libertadores Sub-20 de 2016. Em jogo brigado, o Tricolor conseguiu bater o Liverpool, do Uruguai, por 1 a 0 e trouxe a primeira taça da competição para o futebol brasileiro.

O gol do São Paulo saiu apenas aos 39 minutos do segundo tempo, em chute de Lucas Fernandes sem chances de defesa para o goleiro.

Agora o Tricolor se junta a Universitário, do Peru, e River Plate, da Argentina, como únicos campeões da Copa Libertadores Sub-20.

O jogo

A partida teve início da maneira que se esperava, com marcação forte e equilíbrio entre as equipes. Os times, no entanto, não demoraram muito para se soltar.

A primeira boa chance foi do Liverpool-URU, aos oito minutos. De la Cruz arriscou chute de fora da área e o goleiro Lucas Perri quase aceitou.

Os Negriazules exerceram um perigo ainda maior, aos 21. Lucas Perri saiu mal do gol em dividida com um jogador uruguaio e a bola foi para trás. No entanto, Inácio apareceu para, em cima da linha, afastar o perigo e salvar o São Paulo de sair atrás no placar.

Após o susto, o Tricolor melhorou na partida. Aos 29, Luiz Araújo disparou pela esquerda e, ao observar o goleiro Rodríguez adiantado, tentou fazer um gol de cobertura. O arqueiro, no entanto, conseguiu se recuperar e evitar que a bola entrasse. David Neres passava livre pela direita, mas não recebeu o passe.

O São Paulo teve outra grande chance aos 34. David Neres tabelou com Pedro e ficou cara a cara com gol, mas mandou por cima após ser pressionado pela marcação. O Tricolor ainda teve mais uma oportunidade para marcar no primeiro tempo, em chute de Luiz Araújo, aos 42. A bola, no entanto, foi para fora e a partida foi para o intervalo em 0 a 0.

A partida voltou para a segunda etapa com chances boas para os dois lados. Aos nove, após boa troca de passes, David Neres bateu rasteiro para defesa de Rodríguez. O Liverpool respondeu aos 13, em chute de De la Cruz da entrada da área, que não entrou por muito pouco.

Na metade da etapa final, o Tricolor passou a criar as melhores oportunidades. Aos 17, Banguelê invadiu a área e chutou de pé esquerdo. No entanto, Peluffo se colocou à frente do chute e salvou o Liverpool.

Já aos 22, a chance foi ainda mais clara. Artur recebeu no lado direito da área e tentou encobrir o goleiro. A bola passou à frente do gol e chegou para Luiz Araújo, do outro lado, mas ele mandou para fora.

Com a partida chegando ao final, os times passaram a ser mais conservadores na criação de oportunidades. No entanto, em jogada de raça, o São Paulo conseguiu marcar o gol.

Aos 39, Luiz Araújo arrancou pela esquerda e cruzou. David Neres recebeu dentro da área e rolou para Lucas Fernandes, que girou na marcação e chutou no alto, sem chances de defesa para o goleiro.

Após o gol, o clima esquentou dentro de campo e houve uma expulsão do lado do São Paulo (David Neres) e duas do Liverpool (De Amores e De la Cruz).

No campo, o São Paulo conseguiu segurar bem a pressão uruguaia e só esperou o apito final para comemorar o título.

Foto: Reprodução/Instagram/@saopaulofc

 

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade