PUBLICIDADE

Vice ironiza: Morumbi não encheria nem com portões abertos

9 mar 2015 09h49
| atualizado às 09h50
ver comentários
Publicidade

O vice-presidente de futebol do São Paulo, Ataíde Gil Guerreiro, concordou com as críticas feitas por Souza à torcida tricolor - o volante já pediu desculpas aos são-paulinos pelas redes sociais. Um público total de 18.720 espectadores acompanhou a derrota tricolor por 1 a 0 para o Corinthians, no último domingo, gerando reclamações do volante.

“Vi um desabafo de um jogador, dizendo que a torcida reclama, reclama, reclama e que, quando é preciso, o torcedor não vem. E é verdade”, afirmou o dirigente, no programa Mesa Redonda, da TV Gazeta: “tenho certeza absoluta de que nem se a gente deixasse os portões abertos encheria o Morumbi”.

<p>Estádio recebeu público inferior a 20 mil pessoas no clássico São Paulo x Corinthians</p>
Estádio recebeu público inferior a 20 mil pessoas no clássico São Paulo x Corinthians
Foto: Daniel Vorley/Agif / Gazeta Press

O dirigente ainda brincou sobre a situação do rival, que, antes do clássico, derrotou o San Lorenzo, na Argentina, em um jogo com portões fechados por punição da Conmebol. “Virou especialidade do Corinthians estádio vazio. Jogou no meio de semana em estádio vazio e agora também.”

De acordo com Ataíde Gil Guerreiro, liberar uma presença maior de corintianos – que lotaram seu setor – não seria possível por limitações impostas pela Polícia Militar. O que o clube tentou fazer foi uma promoção com sócios-torcedores, que reclamaram bastante do funcionamento do sistema.

Veja o gol de São Paulo 0 x 1 Corinthians pelo Paulista:

“A gente queria levar o jogo para Cuiabá ou outro lugar. Em São Paulo, a gente sabia que não ia ultrapassar 20 mil”, disse, questionando a organização do Campeonato Paulista. “Estamos vendo melhora de público do Palmeiras e do Corinthians, mas pela novidade de ter o estádio. Hoje, o incentivo é ver o estádio novo”, concluiu.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade