1 evento ao vivo

Shirlene vai bem, mas fica em 4º no arremesso de peso; Claudiney é 7º

4 set 2012
08h46
atualizado às 10h52
Danilo Vital
Direto de Londres

Campeã Parapan-Americana em 2011, a goiana Shirlene Coelho por pouco não beliscou uma medalha paralímpica na manhã desta terça-feira, no Estádio Olímpico de Londres. Com a marca de 10.60 m, a brasileira ficou na quarta posição do arremesso de peso F37 (para atletas paralisados cerebrais ambulantes) e a 40 centímetros de um lugar no pódio.

» Acompanhe o quadro de medalhas dos Jogos Paralímpicos
» De bocha a goalball, conheça os esportes da Paralimpíada
» Confira dez curiosidades sobre a Paralimpíada

Com um bom desempenho, Shirlene se manteve entre as primeiras colocadas durante toda a prova. A marca de 10.60 m foi atingida somente no sexto e último arremesso, quando ela tinha que alcançar no mínimo 11 m para garantir uma medalha.

A chinesa Na Mi arremessou 12.20 m, quebrou o recorde mundial e ficou com a medalha de ouro. A prata foi conquistada pela também chinesa Qiuping Xu, com a marca de 11.04 m, enquanto o bronze foi para a checa Eva Berna, que cravou 11 m.

No arremesso de peso F57/58 (para atletas cadeirantes), Claudiney Santos também fez uma boa prova, mas ficou na sétima posição e não faturou medalha. Outro brasileiro na disputa, Vanderson Silva foi mal e ficou no 15º posto.

A medalha de ouro ficou com o russo Alexey Ashapatov, que quebrou o recorde paralímpico, a prata, com o polonês Janusz Rokicki e o bronze, com o sul-africano Michael Louwrens.

A brasileira ficou a 40 centímetros da marca que lhe garantiria o bronze
A brasileira ficou a 40 centímetros da marca que lhe garantiria o bronze
Foto: Getty Images
Fonte: Terra
publicidade