0

"Sem medo", Palmeiras tenta manter retrospecto contra Sport

5 mai 2009
09h27

Apesar de a vaga vir somente nos instantes finais da partida contra o Colo Colo, o Palmeiras tem um motivo para reforçar sua confiança nas oitavas-de-final da Copa Libertadores: entra com um retrospecto favorável para o início do confronto contra o Sport, nesta terça-feira, às 21h15 (de Brasília), no Palestra Itália. Nos recentes jogos contra o adversário pernambucano no Grupo 1, o time paulista obteve um empate em casa e uma vitória na Ilha do Retiro.

Além disso, o elenco palmeirense ganhou um sentimento de alívio. Com as derrotas no início da competição, contra LDU e Colo Colo, o time paulista jogou toda a fase de classificação pressionado. Agora, está praticamente em igualdade de condições com o rival. Na teoria, a única desvantagem é a decisão do confronto na Ilha do Retiro.

"É claro que, se eu pudesse, escolheria um time mais fraco, porque o Sport é perigoso. Mas não temos medo nenhum. Jogamos duas vezes contra eles e foram jogos muito bons. Brigados, mas sem violência. E agora a gente espera se classificar", disse o zagueiro Danilo, esbanjando confiança em levar o Palmeiras até as etapas decisivas.

Experiente, o técnico Vanderlei Luxemburgo prefere esquecer a vantagem sobre o Sport na fase de classificação e pede respeito total ao adversário. "É complicado fazer uma projeção do confronto, nunca imaginamos o que pode acontecer. Emocionalmente, já é diferente, essa é uma fase que você vai ou fica na competição", analisou.

Por contar com um elenco jovem, o Palmeiras acredita que passou por um processo de amadurecimento. Nas últimas partidas da primeira fase da Libertadores, Luxemburgo abandonou o futebol rebuscado e apostou na combinação de uma forte marcação com um eficiente contra-ataque. Tudo, obviamente, aliado com extrema determinação.´

"A garra que nosso time apresentou foi aprendida dentro da competição. É um time recém-formado, temos poucos jogadores experientes. Aprendemos a jogar Libertadores dentro da Libertadores com dedicação e empenho", afirmou o goleiro Marcos, campeão sul-americano em 1999.

Para a primeira decisão no Palestra Itália, o Palmeiras conta com um desfalque na defesa: o experiente Marcão, suspenso. O volante Pierre, lesionado no tornozelo, dificilmente será aproveitado. Em compensação, Luxemburgo pode promover a estréia do volante Mozart, inscrito especialmente para a segunda fase do torneio.

Mais uma vez, Luxemburgo preferiu esconder o último treino antes da partida. Na apresentação em Santiago, o treinador apostou em surpresas: Souza e Wendel foram titulares. Sem Marcão, fica a expectativa até pela mudança do esquema - do 3-5-2 para o 4-4-2. Willians é opção para deixar a equipe mais ofensiva.

No Sport, a ordem é manter o respeito ao Palmeiras, adversário que trouxe as maiores dificuldades na etapa de grupos. Mas há quem se anime com os desfalques defensivos dos paulistas. "Fica um pouco mais fácil. Os jogadores que vão entrar não vão conseguir deixar o time tão compacto quanto antes", avaliou o atacante Vandinho.

Devido a uma lesão muscular, o volante Hamilton ficou de fora dos dois confrontos contra o Palmeiras, mas está ciente dos pontos fortes do rival. "Precisamos ter atenção durante todo o momento, nos 90 minutos desta primeira partida", pediu. "O Palmeiras é uma equipe muito forte e perigosa. Os dois clubes se conhecem muito bem", completou Hamilton.

Em campo, Nelsinho Baptista quer ver seu time atuando da mesma maneira que valeu a vitória por 3 a 0 no Palestra Itália, no Brasileiro do ano passado. "Sempre que jogamos aqui, nossa estratégia é marcação forte, e até um pouco mais à frente se for possível, e velocidade no ataque", contou. "Como os times se conhecem muito, o time tem que estar muito atento para aproveitar as poucas oportunidade que terão", pediu o treinador.

Entre os atletas, a idéia é evitar os erros dos confrontos da fase de grupos. "Não jogamos mal na Ilha, mas sofremos o primeiro gol em uma jogada que sabíamos que ele ia fazer (bola cruzada por Cleiton Xavier). No segundo, ele fizeram em um pênalti que não existiu e o Wilson foi expulso", lembrou Dutra.

Em relação à vitória contra a LDU, o técnico Nelsinho Baptista comemora novidades no Sport. Os meio-campistas Hamilton e Paulo Baier estão novamente à disposição após serem poupados da partida no Equador.

Palmeiras recebe o Sport na estréia das oitavas
Palmeiras recebe o Sport na estréia das oitavas
Foto: AP
Fonte: Gazeta Press
publicidade