2 eventos ao vivo
ATP

Indian Wells: Murray critica argentino por gritos "extremamente altos"

14 mar 2013
12h17
atualizado às 12h19
  • separator
  • 0
  • comentários

Em uma reclamação que é mais comum no circuito feminino, o britânico Andy Murray acusou o argentino Carlos Berlocq de gritar de forma exagerada na partida entre eles, realizada nesta quarta-feira.

<p>Murray está nas quartas de final do Masters 1000 de Indian Wells</p>
Murray está nas quartas de final do Masters 1000 de Indian Wells
Foto: AP

Murray superou o rival por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (7-4) e 6/4, para se classificar às quartas de final do Masters 1000 de Indian Wells.

Durante o jogo, Berlocq reclamou que Murray estava levando muito tempo entre os pontos – há um limite de 25 s a ser respeitado.

O britânico respondeu protestando para o juiz contra o barulho feito pelo argentino ao bater na bola. O europeu sugeriu que o rival gritava mais alto deliberadamente nos pontos mais importantes do duelo.

Em entrevista à rede britânica BBC depois da partida, Murray disse que o barulho feito por Berlocq “foi extremamente alto, mais do que eu jamais havia experimentado contra qualquer outro jogador do circuito”. O britânico disse que às vezes o argentino permanecia em silêncio e “do nada” começava a gritar, atitude a qual classificou como um “choque”.

<p>Murray disse que Berlocq (foto) gritava de forma mais alta nos pontos importantes do jogo</p>
Murray disse que Berlocq (foto) gritava de forma mais alta nos pontos importantes do jogo
Foto: Getty Images

Em um duelo equilibrado, Berlocq chegou a sacar em 5/4 para fechar o primeiro set, mas desperdiçou a oportunidade. Ele perdeu a parcial no tie-break e o jogo por 2 a 0.

Classificado às quartas de final, o escocês se prepara para enfrentar nesta sexta-feira outro argentino, Juan Martín Del Potro. Este eliminou, também nesta quarta, o alemão Tommy Haas: 2 sets a 0, com parciais de 6/1 e 6/2.

A reclamação contra os gritos em quadra é mais comum no circuito da Associação de Tênis Feminino (WTA), no qual atletas como a bielorrussa Victoria Azarenka e a russa Maria Sharapova costumam fazer muito barulho ao golpear a bola.

Em janeiro, a presidente da WTA, Stacey Allaster, disse querer silenciar o jogo e admitiu estudar a introdução de um medidor de gemido que poderia servir para punir as jogadoras durante as partidas. 

&amp;amp;amp;amp;amp;lt;a data-cke-saved-href=&amp;amp;amp;amp;quot; http://www.terra.com.br/esportes/infograficos/belas-tenistas-florianopolis/iframe.htm&amp;amp;amp;amp;quot; href=&amp;amp;amp;amp;quot; http://www.terra.com.br/esportes/infograficos/belas-tenistas-florianopolis/iframe.htm&amp;amp;amp;amp;quot;&amp;amp;amp;amp;amp;gt;veja o infogr&amp;amp;amp;amp;aacute;fico&amp;amp;amp;amp;amp;lt;/a&amp;amp;amp;amp;amp;gt;
Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade