0
ATP

Nadal vence Monfils em decisão e leva título inédito no Japão

10 out 2010
02h56
atualizado às 10h05

O espannhol Rafael Nadal conquistou mais um título, neste domingo, ao derrotar Gael Monfils na final do ATP 500 de Tóquio, logo em sua primeira participação. Número um do mundo e portanto primeiro favorito, ele precisou de uma hora e 17 minutos para vencer por dois sets a 0, com parciais de 6/1 e 7/5.

Nº 1 do mundo, Nadal exibe sétimo troféu conquistado em 2010
Nº 1 do mundo, Nadal exibe sétimo troféu conquistado em 2010
Foto: Getty Images

» Bellucci estreia contra quali no Masters 1000 de Xangai
» Ferrer desbanca Ljubicic e decide título com DjokovicG
» "Nova" nº 1, Wozniacki vence e revê Zvonareva em decisão

A conquista do torneio japonês - que vale 500 pontos no ranking de entradas da ATP - se soma à lista de outros seis troféus na temporada: US Open, Wimbledon, Roland Garros, Masters 1000 de Madri, Masters 1000 de Roma e Masters 1000 de Monte Carlo.

Para chegar à decisão, Nadal e Monfils tiveram sábados bastante distintos. O espanhol foi obrigado a salvar dois match points contra o sérvio Viktor Troicki, ao passo que o francês havia superado com facilidade o checo Rodek Stepanek em dois sets diretos.

Neste domingo, o primeiro set foi de domínio total do espanhol. Firme no saque, Nadal confirmou dois dos três break points e fechou o set facilmente com cinco games de vantagem, já que o número 15 do mundo não ofereceu resistência ao seu serviço.

Atropelado, Monfils "resolveu jogar" na segunda parcial. Apesar do estilo descontraído - com constantes brincadeiras com o público e, em algumas ocasiões, também com o próprio adversário -, ele encaixou melhor seu jogo, subiu mais à rede e dificultou o trabalho de Nadal.

Porém, diferentemente da semifinal, quando não conseguiu se impor diante do sérvio Viktor Troicki e deixou que a decisão escapasse para o terceiro set, desta vez o primeiro cabeça de chave reagiu bem à melhora do adversário: no 11º game, quebrou o serviço e fez 6/5.

Sacando para o jogo, Nadal perdeu um único ponto antes de contar com uma paralela errada de Monfils após longa troca de bolas no fundo de quadra. Em 40/15, o espanhol contou novamente com um erro não forçado do francês para chegar a mais um título.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade