0

Belucci cai para Dolgopolov no simples, mas avança nas duplas em Sydney

12 jan 2016
08h25
  • separator
  • 0
  • comentários

Thomaz Belucci não começou 2016 da maneira que ele sonhava. Na madrugada desta terça-feira o brasileiro acabou sendo eliminado do ATP de Sydney após ser derrotado para o ucraniano Alexandr Dolgopolov por 2 sets a 0, paricias de 6/1 e 6/4, em pouco mais de uma hora de jogo.

Belucci já havia tido desempenho frustrante no torneio de Brisbane, quando também foi eliminado na primeira rodada para o belga David Goffin. Às vésperas do Aberto da Austrália, primeiro Grand Slam do ano, Belucci não chega confiante para a disputa da competição.

O primeiro set foi marcado pela grande superioridade de Dolgopolov sobre Belucci. O ucraniano dominou o adversário e permitiu que o brasileiro conquistasse apenas um game em toda a parcial. Mais agressivo, o 36º do ranking foi para o segundo set mais confiante e com uma excelente vantagem.

Já na segunda parcial Thomaz Belucci parecia ter acordado e passou a dificultar um pouco mais a vida para o adversário do outro lado da quadra. No entanto, Dolgopolov continuou mantendo um bom volume de jogo e apresentou bastante eficiência quando foi exigido.O equilíbrio durou até o sétimo game, quando o brasileiro não conseguiu salvar o breakpoint e viu o ucraniano abrir vantagem mais uma vez para encaminhar a vitória.

Agora, Alexandr Dolgopolov irá enfrentar o norte-americano Alexander Sarkissian na segunda rodada, que passou pelo italiano Simone Bolelli por 2 sets a 0, parciais de 6/2 e 7/6.

Chave de duplas – Se no simples Thomaz Belucci continua colecionando resultados frustrantes na atual temporada, na chave de duplas o brasileiro teve mais sucesso e conseguiu avançar para a segunda-fase em Sydney ao lado do argentino Leonardo Mayer. A dupla enfrentou o russo Teymuraz Gabashvili e o cazaque Mikhail Kukushkin e levou a melhor por2 sets a 1, parciais de 6/4, 3/6 e 10-8.

Na segunda rodada a dupla de Belucci terá pela frente o britânico Colin Fleming e o israelense Jonathan Erlich, que surpreenderam ao eliminarem os irmãos Bryan, tidos como uma das melhores duplas da história do tênis, por 2 sets a 0, duplo 7/5.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade