0

Capitão assume favoritismo, mas pede tranquilidade antes do jogo

14 set 2012
22h30
atualizado em 15/9/2012 às 16h14

O Brasil tem neste sábado sua melhor chance de voltar ao Grupo Mundial da Copa Davis em nove anos. Fora da elite do tênis desde 2003, o time joga em casa, tem 2 a 0 de vantagem sobre a Rússia no duelo válido pela repescagem da competição e precisa de apenas mais um triunfo para fechar o confronto. Para melhorar, Bruno Soares e Marcelo Melo têm amplo favoritismo sobre a dupla adversária. Mesmo assim, o capitão João Zwetsch quer deixar a empolgação apenas com os torcedores e ressalta a necessidade de os atletas se manterem tranquilos antes do jogo.

Bellucci garantiu a segunda vitória do Brasil no confronto diante da Rússia
Bellucci garantiu a segunda vitória do Brasil no confronto diante da Rússia
Foto: EFE

» Veja fotos e vote na mais bela tenista do US Open
» Veja as 50 melhores fotos do US Open
» Confira o visual das tenistas do US Open

Os dois pontos do Brasil no duelo diante da Rússia foram marcados nesta sexta-feira pelos jogadores de simples. Rogério Dutra Silva, o Rogerinho, contou com o abandono de Igor Andreev após dois sets. Já Thomaz Bellucci passou por Teymuraz Gabshvili em quatro parciais, no último jogo do dia.

"É inegável que essa é nossa melhor chance. Não posso dizer que nossa dupla não é favorita, seria hipocrisia. Mas confrontos de Davis são sempre particulares, muito emocionais", apontou Zwetsch. "O foco na nossa preparação permanece e vai permanecer até a gente fechar esse confronto. Espero que seja amanhã. É chegar no hotel, colocar a cabeça no lugar e traçar uma estratégia bem legal para amanhã", completou.

O favoritismo no duelo de duplas é todo brasileiro. Bruno Soares e Marcelo Melo aparecem entre os 25 melhores jogadores do ranking mundial de duplistas e, jogando juntos, nunca perderam uma partida de Copa Davis em casa. Os dois ainda vivem boa fase. O primeiro conquistou na última semana a chave de duplas mistas do Aberto dos Estados Unidos. O segundo está perto de assumir a melhor posição de sua carreira na lista da ATP.

"Eles são jogadores que ao longo dos últimos anos vêm amadurecendo muito e tenho certeza que amanhã dentro da quadra vão colocar essa condição de favoritos e amadurecimento à prova, vamos dizer assim, para transformar essa superioridade em resultado", avaliou o capitão brasileiro. O jogo de sábado está marcado para as 15h (de Brasília).

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade