0

João Zwetsch torce por um confronto em casa na Davis

18 set 2012
19h52
atualizado às 20h12

João Zwetsch, capitão do Brasil na Davis, está ansioso pelo futuro adversário da seleção no retorno ao Grupo Mundial da competição, após ficar nove anos ausente. O sorteio da chave principal do torneio acontece nesta quatra-feira, a partir das 7h (de Brasília). Sua torcida é por algum confronto em casa.

» Veja fotos e vote na mais bela tenista do US Open
» Veja as 50 melhores fotos do US Open
» Confira o visual das tenistas do US Open

"Torço para que o Brasil jogue em casa, essa é minha expectativa. A gente sabe que nesta fase da Davis todos os adversários são difíceis, mas estar em casa, ter o direito de escolher o piso, o clima e ainda contar com o apoio enorme da nossa torcida são diferenciais que pesam", avaliou.

Caso o desejo de João se concretize, os prováveis duelos do Brasil seriam contra Espanha, República Checa ou Croácia. No caso do enfrentamento com Argentina, França ou Estados Unidos, a seleção jogaria fora do seus domínios. Se o destino colocar Sérvia e Cazaquistão como o primeiro embate, haverá um novo sorteio para decidir o local da partida, pois o Brasil não enfrentou nenhum dos dois países na Davis até o momento.

Independente do confronto, para o capitão brasileiro o time entra no torneio fortalecido pelas vitórias diante da Colômbia e da Rússia.

"Essas últimas vitórias e mesmo o duelo com a Rússia fora de casa, quando poucos acreditavam na gente, deixaram o grupo mais confiante e preparado para encarar qualquer adversário. Claro que se você comparar a Espanha com algumas seleções há uma diferença técnica, mas com certeza contra qualquer um o jogo será duro, talvez decidido na 5ª partida", aposta João Zwetsch.

Brasil pode encerar seleções fortes logo na primeira rodada do Grupo Mundial
Brasil pode encerar seleções fortes logo na primeira rodada do Grupo Mundial
Foto: EFE
Fonte: Lancepress!
publicidade